Ser Como Anjos (parte IV)


IV

 

A outra virtude que faz os homens semelhantes a Anjos, é o amor de Deus exercitado por freqüentes atos de presença sua. Angeli eorum semper vident faciem Patris mei. Os Anjos (diz Cristo) sempre estão vendo a face de Deus. Se sempre estão vendo, sempre estão amando; porque da vista da fermosura infinita, necessariamente procede o seu amor. E assim como o Sol no mesmo ponto em que difunde a luz, imprime o calor; assim aquele Sol incriado, no mesmo ponto em que ilustra os entendimentos, abrasa as vontades.

 

Mas se os homens não vemos a Deus, como vêem os Anjos, como os podemos imitar no exercício do amor? Não vemos cara a cara, mas vemos por fé, que também é luz, ainda que mais escassa. Excitando em nós esta fé, também excitaremos o amor; e destes atos de fé e amor continuados, consta o exercício que chamamos da presença de Deus: o qual bem freqüentado, de um homem faz um Anjo; porque no seu tanto faz o que os Anjos fazem; que é ver e amar a Deus: Angeli eorum semper vident faciem Patris mei.

 

Entrou uma vez o Capitão Aquis a falar a El Rei Davi, e entre outras cousas que lhe disse, foi  esta: Bonus es tu in oculis meis, sicut Angelus Dei (1 Reg. 19, 9): Vendo-vos, me parece que estou vendo um Anjo de Deus. Entrou outra vez à presença do mesmo Rei a mulher Tecuitis, e disse: Sicut enim Agelus Dei, sic est dominus meus Rex (1 Reg. 14, 17): Não acho com que comparar a meu Rei e Senhor, senão um Anjo de Deus. Já Davi tem duas testemunhas conformes, que o canonizam por Anjo. Mas porque não falte total prova que pede aquele texto: In ore duorum, vel trium testium stat omne verbum (Matth. 18, 16): Pelo testemunho de dois ou três consta toda a verdade; venha a terceira testemunha. Entra Mefibosete diante do mesmo Davi. E que disse? Tu autem Domine ini Rex, sicut Angelus Dei es (1 Reg. 19, 27): Vós meu Rei e Senhor, sois como um Anjo de Deus. Oh tantas vezes o mesmo repetido! Aqui parece haver misterio. Não nos direis santo Davi que fizestes, que vos trocou de homem em Anjo? Sim dirá. E já que as testemunhas foram três, todas afirmando o mesmo; as suas respostas serão outras três, todas apontando a mesma causa: Providebam Dominum in conspectu meo semper. Omnes viae meae in conspectu tuo. Oculi mei semper ad Dominum (Ps. 15, 8; Ps 116, 168; Ps 14, 15). Eu (diz Davi) sempre trazia a Deus diante de meus olhos: meus passos sempre os dei em presença sua. Sempre tenho aplicada a este Senhor a vista interior de minha alma. Em fim que Davi era dado ao exercício da presença de Deus, vendo a Deus por fé, e gozando-o por amor. Pois eis aí a causa porque é Anjo: porque ver a Deus por fé, e amá-lo freqüentemente, faz os homens parecerem Anjos. Que diferença achamos nós entre o modo com que no Evangelho fala Cristo dos Anjos, e o modo com que nos Salmos fala Davi de si? Cristo diz: Angeli eorum semper vident faciem Patris: Os Anjos sempre vêem a Deus. Davi diz: Oculi mei semper ad Dominum: Meus olhos sempre estão fitos em Deus. Não é o mesmo? Pois se Davi e os Anjos têm o mesmo exercício, tenham o mesmo nome: Sicut enim Angelus Dei, sic est Dominus meus Rex. Davi é Anjo, e em tanto o será, enquanto pelo pecado se não afastar da presença de Deus, que por isso depois o Profeta Natan lhe chamou só homem: Tu es ille vir (2 Reg. 11, 7). E ele a si mesmo se chamou bruto: Ut jumentum factus sum (Ps. 72, 23). Pecou Davi, e apartou-se de Deus e seu amor, e logo se viu o que assim como o amor de Deus, de homens faz Anjos, assim o apartar-se dele pelo pecado, de Anjos torna a fazer homens, e (não parando aqui) de homens os faz brutos.

 

Da sobredita doutrina se colhe a razão porque Tertuliano chamou aos que andam neste exercício da presença de Deus, Aeternitatis candidati: pretendentes da eternidade. E S. Boaventura, Bem-aventurados já nesta vida. E S. Ambrósio, verdadeiros Israelitas. São pretendentes da eternidade, porque o que os Anjos fazem pela participação da eternidade de Deus, que é vê-lo, e amá-lo, isso começam eles a fazer já em tempo, conforme aquela sentença de Cristo quando disse a Madalena, que escolhera a parte que se lhe não havia de tirar, mas continuar no Céu para sempre: Maria optimam partem elegit, quae non auferetur ab ea (Luc. 10, 12). Porque o que a Madalena fazia aos pés do Senhor era vê-lo, e amá-lo; e ver, e amar a Deus, é exercício qie se começa aqui no tempo, para depois continuar-se no Céu eternamente. E assim os que seguem esta parte, são pretendentes da eternidade, Aeternitatis candidati.

 

São também em certo modo bem-aventurados nesta vida, porque assim como na vista de Deus clara consiste a bem-aventurança perfeita, assim na vista de Deus escura, isto é, por fé, consiste uma bem-aventurança começada. A fé viva e amor de Deus acompanha a sua graça, e conforme dizem os Teólogos, a graça é uma glória começada, assim como a glória é uma graça consumada. Por isso Cristo, tanto que Pedro creu, e amou, lhe chamou bem-aventurado: Tu es Christus Filius Dei vivi. Beatus es Simon.

 

São finalmente verdadeiros Israelitas, porque Israel que dizer: Videns Deum. O que vê a Deus. E os que andam em presença sua por fé, de algum modo o vêem. Por isso aquele Anjo que falou disfarçado com Tobias; perguntando-lhe este quem era, respondeu que era dos filhos de Israel: At ille respondit: Ex filiis Israel (Tob. 5, 7). Se era Anjo, como era Israelita? Mentiu acaso? Não mentiu, por isso mesmo que era Israelita que vê a Deus, porque era Anjo; e os Anjos sempre vêem a Deus: Semper vident faciem Patris. Logo os que por fé vêem a Deus são verdadeiros Israelitas, como dizia S. Ambrósio, e até o nome tem comum com os Anjos; pois fazem o que eles fazem, que é ver e amar a Deus: Semper vident faciem Patris.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

FSSPX - Portugal

Tudo por amor a Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Movimento Magistrados para a Justiça

"Uma visão conservadora de temas relacionados ao Direito"

O Legado d'O Andarilho

opiniões, considerações políticas e religiosas.

Roberta Acopiara's Blog

Just another WordPress.com weblog

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

pregarevangelho

Só mais um site WordPress.com

:.:Paródias da Professora Décia:.:

Paródias de uma professora cedrense!

Fratres in Unum.com

Ecce quam bonum et quam jucundum habitare fratres in unum.

Compartilhar é preciso.

Sinta-se livre para conhecer, aprender e compartilhar

§|Olhar Católico|§

Um Olhar Católico sobre o mundo!

Pacientes na tribulação

Apologética católica

Grupo S. Domingos de Gusmão

Fiéis Católicos de Maringá

Missa Tridentina em Brasília

Santa Missa no Rito Romano Tradicional

Vida, dom de Deus

Gratiam tuam, quaesumus, Domine, mentibus nostri infunde; ut qui, angelo nuntiante, Christi Filii tui encarnationem cognovimus, per Passionem eius et Crucem, ad Resurrectionis gloriam perducamur. Per eumdem Christum Dominum nostrum. Amen.

%d blogueiros gostam disto: