Ser Como Anjos (parte V)


V

 

Mas reparará alguém naquela palavra Semper: Sempre. Como pode um homem frágil andar sempre na presença de Deus? Respondo que assim como há Anjos de mais ou menos alta jerarquia, assim há homens que participam mais ou menos a semelhança dos Anjos. As jerarquias dos Anjos puros espíritos distinguem-se por estar mais ou menos perto de Deus. E as dos anjos humanos distinguem-se por andar mais ou menos tempo, com mais ou menos fervor em sua presença. Quem andar sempre, será Serafim, porque anda, porque anda mui perto. Quem não puder ser Serafim, seja de outra ordem inferior. Mas estejamos certos que o uso facilita muito este exercício, e a graça de Deus muito mais. O Padre Carlos Condren, Prepósito Geral da Congregação do Oratório em França, ainda quando antes de ser Sacerdote andava ocupado com negócios do século, não perdeu em muitos anos a presença de Deus mais que oito, nove vezes por intervalo brevíssimo, como consta da sua confissão geral manuscrita. E veio a ser Serafim tão abrasado no amor divino, que se lhe quebraram as costelas pela mesma causa que a meu Patriarca São Felipe Neri. A Venerável Madre Maria Victória, fundadora das Freiras da Anunciada, que chamam as Celestes, de tal modo tinha o ânimo pregado na presença de Deus, que a não divertiam as ocupações, nem colóquios com outras pessoas. E se se distraía um pouco, só com esta palavra Amor de Deus, como com fogo chegado à pólvora, se acendia novamente. O servo de Deus Gregório Lopes, por muitos anos contínuos, quantas vezes respirou, tantas disse falando com Deus: Seja feita a vossa vontade, assim na terra como no Céu. Estas e outras semelhantes maravilhas facilitou o uso continuado e os auxílios da graça de Deus bem aproveitados. E por isso estas pessoas saíram na pureza de vida verdadeiramente Anjos.

 

Oh se quisesse Deus que para sua maior glória tomássemos desde hoje a peitos este angélico, (pouco disse) este divino exercício! Como reluziria logo o proveito em nossos procedimentos! Como fugiriam as sombras do pecado que causa em nís a presença e amor deste século! Quão diferentes seriam nossas palavras, nossos cuidados, e nossos movimentos! Com que fineza e igualdade iria tecida a teia da nossa vida; e que tesouro de merecimentos acharíamos junto ao cortá-la a morte! Eia, cobremos ânimo, ó Católicos, e já que temos o dom da fé concedido por Deus graciosamente, avivemos esta fé, e procuremos com ela acender em nossos corações o divino amor. É certo que andamos todos cercados e penetrados de Deus, pois realmente está em toda a parte, e dentro dele temos o ser, a vida e o movimento, que ele mesmo nos deu, e conserva. Já que tão perto de nós está todo o nosso bem, aspiremos a lograr outro melhor ser, outra nova vida, e outro mais nobre movimento, que é o de seu amor contínuo e fervoroso. Já que pelo pecado fomos brutos, e pela natureza somos homens, pelo amor sejamos Anjos, que sempre vêem e mam a Deos: Angeli eorum semper vident faciem Patris mei.

 

E vós ó soberano Príncipe, General da milícia do Senhor dos exércitos, e grande da cada do Rei dos reis, glorioso Arcanjo São Miguel: imortais graças vos sejam dadas em o mesmo Senhor pelo sagrado ardor com que zelastes a honra de Deus, e o Império de Cristo cabeça de todos os homens e Anjos; fulminando desde as alturas seus e nossos adversários, só com vibrar a lança daquela poderosa palavra que tomastes por nome: Michael, Quis sicut Deus? Miguel: Quem como Deus? Nós outros os filhos da Igreja universal, cujo patrocínio por comissão do Altíssimo, desde o princípio do mundo exercitastes, fugimos para vosso amparo, solicitando afetuosamente vossa intercessão diante do Senhor, para que nos conceda copiosa graça, com que inteiramente guardemos a lei, que por vossas mãos deu no monte Sinai escrita em tábuas, e os preceitos Evangélicos, que o segundo e melhor Moisés Cristo JESUS escreveu nos corações, com que imitando os homens a pureza dos Anjos sejamos, por vosso meio introduzidos (como introduzistes a Josué) na verdadeira terra de promissão. Onde alternando a natureza humana com a angélica o coro dos divinos louvores, eternamente magnifiquemos aquele Trino e Uno Deus, cuja figura, aparecendo vós a Abraão em companhia de outros dous Anjos, misticamente representastes. Ao qual seja dada toda a glória por séculos de séculos. Ámen.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

FSSPX - Portugal

Tudo por amor a Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Movimento Magistrados para a Justiça

"Uma visão conservadora de temas relacionados ao Direito"

O Legado d'O Andarilho

opiniões, considerações políticas e religiosas.

Roberta Acopiara's Blog

Just another WordPress.com weblog

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

pregarevangelho

Só mais um site WordPress.com

:.:Paródias da Professora Décia:.:

Paródias de uma professora cedrense!

Fratres in Unum.com

Ecce quam bonum et quam jucundum habitare fratres in unum.

Compartilhar é preciso.

Sinta-se livre para conhecer, aprender e compartilhar

§|Olhar Católico|§

Um Olhar Católico sobre o mundo!

Pacientes na tribulação

Apologética católica

Grupo S. Domingos de Gusmão

Fiéis Católicos de Maringá

Missa Tridentina em Brasília

Santa Missa no Rito Romano Tradicional

Vida, dom de Deus

Gratiam tuam, quaesumus, Domine, mentibus nostri infunde; ut qui, angelo nuntiante, Christi Filii tui encarnationem cognovimus, per Passionem eius et Crucem, ad Resurrectionis gloriam perducamur. Per eumdem Christum Dominum nostrum. Amen.

%d blogueiros gostam disto: