Virgindade de Maria


Autor: Jaime Francisco de Moura
Fonte: http://www.veritatis.com.br/article/5434

Mensagem
========

A Bíblia diz que José “coabitou” com Maria, o que quer dizer “relação intima”. Como explicar isso já que acredito que Maria permaneceu virgem?

***********************************************************************************************************

Caro Adriano!

Na Bíblia em (Mateus 1,25), o que está escrito é: “E José não a conheceu até que ela deu à luz..” Muitos concluem que a conheceu depois.

Isto é uma falsa acusação dos protestantes. Parece desconhecerem que a expressão “até que” é, na Bíblia, um hebrismo que significa “Sem que”, invertendo-se os termos da frase. Significa, então, que Maria “deu á
luz sem que José A tivesse conhecido”, e nada mais.

São incontáveis os exemplos disso na Bíblia. Eis apenas um: “O coração do justo está firme e não temerá “até que” veja confundidos os seus inimigos” (Salmos 111,8). Ora, se não temeu antes, não temerá depois. O sentido é: “os inimigos serão confundidos sem que o coração do justo tema”. Assim S. Mateus quis apenas afirmar que “Maria concebeu sem participação de José”. Conferir na Bíblia outros casos desse modo de falar: (Sabedoria 10,14) (Salmos 56,2 71,7; 109,1) (Hebreus 1,13) (2 Samuel 6,23)

Uma outra falsa acusação dos protestantes é tirada de (Mateus 1,18) onde se lê que Maria concebeu do Espírito Santo “antes que coabitassem”. E eles concluem erradamente que conheceu depois. Isso porque eles não se importam com o contexto literário e histórico da Bíblia. E tomam, no caso, “coabitar” no sentido de relação carnal, quando, pelo contexto, e pelo modo como os judeus se casavam, só cabe o sentido de “morar juntos”.

De fato, o casamento dos judeus era feito em duas etapas: a 1ª se realizava na casa dos pais da moça em cerimônia simples. Marcavam-se então as núpcias festivas – era a segunda etapa – na qual a esposa era levada para a casa do esposo. Era esta a coabitação (morar juntos), de que fala o evangelista no citado texto. Foi entre essas duas cerimônias que se deu o mistério da Encarnação.

Gerando o Filho de Deus por obra do Espírito Santo, Maria permaneceu virgem antes, durante e depois do parto. Jesus Cristo nasceu sem ferir sequer de leve a integridade virginal de sua Mãe, do mesmo modo como, mais tarde, Ele entrou na casa em que se encontravam seus discípulos, embora estivessem fechadas as portas ( Jo 20,19). Jesus é Deus e para Ele nada é impossível (Lc 1,37).

Agora vejamos o que fala a Sagrada Tradição Cristã sobre a virgindade de Maria:

“Maria permaneceu Virgem concebendo seu Filho, Virgem ao dá-lo à luz, Virgem ao carregá-lo, Virgem ao alimentá-lo de seu seio, Virgem sempre” (Santo Agostinho, sermão, 186, 1: Pl 38, 999).

“Se a dignidade de ser Mãe de Deus supôs a virgindade antes e no parto, essa mesma dignidade segue existindo depois do parto” (São Tomás de Aquino, S. Th. III, q. 28, a.3).

“O Príncipe deste mundo ignorou a virgindade de Maria e o seu parto, da mesma forma que a Morte do Senhor: três mistérios proeminentes que se realizaram no silêncio de Deus” (Santo Inácio de Antioquia, Ad. Eph. 19, 1: SC 10 bis, 74 [Funk 1, 228]; cf. 1 Cor 2, 8 ).

“Houve quem negasse que Maria tivesse permanecido virgem. Desde muito temos preferido não falar sobre este tão grande sacrilégio. Maria (…) que é mestra da virgindade, (…) não podia acontecer que aquela que em si tinha trazido Deus resolvesse andar as voltas com um homem. Nem José, varão justo, cairia nessa loucura de querer misturar-se com a mãe do Senhor, em relação carnal”. (Santo Ambrósio, De Inst. Virg. I, 3).

“O matrimônio é monogâmico. Ora, se Maria tivesse relação com José ela poderia ter tido filhos. E se ela tivesse filhos, como falam os protestantes, isso seria uma aberração, semelhante ao adultério. Esposa do Divino Espírito Santo uma vez, Maria devia se conservar sua esposa fiel sempre.

José, ele mesmo, aceitou que Maria era virgem, de modo que de um casamento virgem nasceu um filho virgem. Porque se, como um homem santo, ele não se apresentou com a acusação de fornicação, e não teve outra esposa, mas foi o guardião de Maria, aquela que foi tida por sua esposa, mas não ele por seu marido; a conclusão é que aquele que foi julgado digno de ser chamado pai do Senhor, permaneceu casto.” (São Jerônimo, Da Virgindade Perpétua de Maria, Cap. 21, 383 d.C.)

Anúncios

6 Respostas to “Virgindade de Maria”

  1. Hilton Says:

    se Deus criou eva para adâo constituindo assim a familia,pq vcs dizem q ele acabou com o sonho d josé de constituir a familia dele,a palavra d Deus é bem clara em mateus 1;20 e 24,josé a recebeu como esposa,tenho o maior respeito por vossa fé,mais fico com a verdade q está contida nas escrituras sagradas,dogmas sobre assunção de maria,não condiz com os escritos bíblicos,pense nisso

    Olhar Católico:
    Prezado Hilton,
    A paz de Jesus e o amor de Maria!

    Meu caro, você não tem noção da infeliz comparação que você acaba de fazer? Acaso São José não teve sua família? Acaso não foi ele o homem que protegeu e sustentou o Filho de Deus quando passou por essa terra? Como tão grande dom, tão grande honra, pôde destruir o sonho de ter uma família, sendo ele o cabeça da mais Santa Família que passou por esta terra? Seu filho é o Filho de Deus, sua esposa é a Esposa de Espírito Santo, Mãe de Deus, a Única que encontrou Graça diante de Deus, Mãe da Igreja, Virgem Prudentíssima, Torre de Davi, Casa de Ouro, Arca da Aliança…!
    Você diz que “a palavra d Deus é bem clara em mateus 1;20 e 24,josé a recebeu como esposa”. Ora, tendo caído por terra a sua primeira acusação, basta reler com calma o artigo que você posta este comentário, e ver que a sua interpretação, além de desautorizada, é errônea e sem nexo.
    Pense nisso:Verdades Reveladas por Deus a Igreja (ou seja, Dogmas) são sim dignas de toda Fé. O que não é digno de fé é a interpretação de qual quer desavisado que por achar que sabe ler, pode também interpretar a Palavra de Deus. Um pedreiro por saber ler não pode ler um livro de medicina e sair por aí dando receitas a todo mundo, da mesma forma, alguém não pode ler a Bíblia e sair por aí espalhando o que acha. Pense nisso.

    Que Deus nos abençoe e Maria nos guarde!

  2. CaroL Says:

    A PAz Irmão,
    Você acha que essa discussão vale a pena? Quando na verdade só desviam o foco do principal personagem bíblico Jesus? O Espírito Santo que habitou em Paulo é o Mesmo que habita em mim, o Espírito Santo que habitou em Pedro é o mesmo que habita em mim. (por isso afirmo que posso ser uma simples pescadora, ou “pedreiro” e mesmo assim ler a bíblia e pedindo em oração que o Espírito do Senhor me dê discernimento eu interprete da maneira que deseja o Senhor) Apos ler e aprender… Eu posso cumprir o mandamento que diz: Ide e pregai o evangelho a toda Criatura da maneira que o Senhor através do Espírito Santo tem me ensinado, mesmo sendo uma simples pescadora ou preciso ser doutora da lei?
    Caro irmão em Cristo, se Maria teve ou não outros filhos após Jesus, não importa, de verdade não importa, pois o Foco e a essência de nossa vida é Jesus Cristo.
    Maria foi uma mulher digna de todo o respeito e sempre será. A Única que encontrou graça diante de Deus, assim como Noé… Mulher abençoada, Gloria a Deus por que ela pôde achar graça ao olhos de Deus!! A única que por obra do Espírito Santo concebeu o Filho Unigênito de Deus e Primogênito dela, a única que deu a Luz ao filho de Deus… Que veio a terra como homem, sendo Deus para morrer por amor a nós e deixar seus ensinamentos… Reconciliando-nos com Deus… Todo aquele que nEle Crer, não pereça, mas tenha vida eterna! Crer nEle!! Ele!!! É Ele quem importa! Apenas o meu Senhor Jesus!!! Único ser vivente que não pecou neste mundo, pois sendo homem era ainda assim, DEUS!! Santo Santo Santo!!!! Vamos partir para missões pregando a palavra e o evangelho para que almas sejam salvas e resgatadas do inferno onde estão aprisionadas.. Satanás não prevalecerá contra nós!!!!! A Vida aqui é muito curta em relação a verdadeira vida que temos aguardado… Precisamos vigiar e orar!!! Essas questões secundarias apenas ferem os novos convertidos ao cristianismo!! Não podemos como a igreja de corintos entrar em questão.. eu sou de Apolo, Eu sou de Paulo….. Mas devemos olhar juntos todos nós pra cruz e dizer: Nós somos de CRISTOOO!!! Nem eu, Nem você, somos melhores que outros e nem merecemos a salvação, mas pela graça mediante a fé em Cristo somos salvos… A Graça é dom de Deus. Vamos ao “IDE” e aguardemos a volta triunfante de Jesus para buscar os Seus.
    Santo, Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus do Universo, O Céu e a Terra, estão cheios da tua Glória. Hossana, Hossana nos Céus. Bendito o que vem em nome do Senhor. Hossana, Hossana nos Céus.

    Deus te abençoe. Que o Espírito Santo te guarde e te guie.

    E Nunca deixe de orar pelos seus irmãos, mesmo que alguns tenham conhecido Cristo através de “Paulo” ou de “Apolo” somos irmão em Cristo!

    Sem. Carolina Mesquita

    Olhar Católico:
    Prezada Carolina, a paz de Jesus e o amor de Maria!
    Salve Maria, Mãe do meu Senhor! (Lc1, 43)
    É válida toda discussão que dissipa os erros soltados ao vento pelas heresias protestantes (e todas as outras), tendo em vista que todo erro deve ser corrigido, pois Nosso Senhor Jesus Cristo mesmo foi que nos ordenou “ide, pois, e ensinai…” (Mt28, 19). Defender as verdades existentes no Evangelho das mentiras que o inimigo de Deus tenta semear não é desviar o foco de Jesus senão aprimorar mais ainda o foco Nele.
    Você me diz: “por isso afirmo que posso ser uma simples pescadora, ou “pedreiro” e mesmo assim ler a bíblia e pedindo em oração que o Espírito do Senhor me dê discernimento eu interprete da maneira que deseja o Senhor”. Ora minha cara, esta é a velha tese já desmascarada do livre exame, e desmascarada há muito tempo. Não é só achar que o Espírito Santo está em você. Quem lhe deu autoridade para interpretar a Bíblia? A Palavra de Deus exige elucidação, pois a “letra mata”, pois “A glória de Deus está em encobrir a palavra, e a glória dos Reis é investigar o discurso” (Pv25, 2). Por que você acha que Jesus só falava ao povo em parábolas, e aos Apóstolos (somente aos Apóstolos) ele dava a elucidação das mesmas? O espírito que está em você não lhe elucidou isto? “Porque a vós é concedido conhecer os mistérios de Reino dos céus, mas a eles não lhes é concedido. (…) Por isso lhes falo em parábolas, porque, vendo, não vêem, e ouvindo, não ouvem, nem entendem” (Mt13, 10 e 13).
    [Cristo, Nosso Senhor e nosso Redentor, nos mostra que a palavra de Deus, embora deva, em princípio, ser comunicada a todos, nem a todos deve ser comunicada a qualquer hora. Alguns, por seus pecados e dureza de coração, não devem recebê-la senão veladamente, pela parábola, para que não a profanem, e nem lhes seja ela uma causa de acréscimo de culpa. Por isso, também, é que Jesus nos disse: “Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis vossas pérolas aos porcos” (Mt, VII, 2).
    A Sagrada Escritura foi, pois, dada para ser lida especialmente por alguns que tenham autoridade ou sabedoria, e que, depois, devem ensiná-la ao povo mais simples, que a deve ouvir.
    Por isso, está dito no Eclesiástico: “O sábio investigará a sabedoria de todos os antigos, e fará o seu estudo nos profetas. Conservará no seu coração as instruções dos homens célebres, e penetrará também nas subtilezas das parábolas. Indagará o sentido oculto dos provérbios, e ocupar-se-á dos enigmas das parábolas (Sir.XXXIX, 1-3).
    Não assim os iniciantes, não assim… Pois que está dito por Deus: “Eles [os operários, que fazem trabalhos com as mãos] não se assentarão na cadeira do juiz, e não entenderão as leis da justiça; não ensinarão as regras da moral nem do direito, e não se acharão ocupados na inteligência das parábolas” (Sir. XXXVIII, 38).
    Para os protestantes – sempre igualitários – todos os homens são suficientemente sábios para ler e, principalmente, para interpretar a Escritura, indo, assim, contra o que diz a própria Escritura Sagrada
    .](Fonte: Monfort)
    Este espírito que está em você não lhe diz por que o eunuco perguntou a Filipe quando este se dirigiu a ele: “Porventura entendes o que estás lendo? Respondeu-lhe: Como é que posso, se não há alguém que mo explique? E rogou a Filipe que subisse e se sentasse junto dele.(Ato8, 31)”. Lembre ainda que “Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal.” (II Pd1, 20).
    O Espírito Santo é Deus, e por ser Deus é perfeito e não pode se contradizer. Então por que há tantas seitas protestantes com tantos modos de interpretar a Bíblia? Acaso o Espírito Santo se contradiz? Ou o livre exame protestante é que gera uma babel religiosa, fazendo com que cada um interprete a Bíblia ao seu bel prazer, achando estar inspirado pelo Espírito Santo?
    Há, me prove na sua Bíblia que o Espírito Santo é Deus… Prove-me ainda a existência da Santíssima Trindade… E mostre-me também, na sua bíblia, a lista dos livros dela… Não, não estou duvidando de tudo isso que acabo de lhe perguntar, creio nisso tudo, mas não é na Bíblia que encontramos estas respostas, e sim na Tradição do Magistério da Igreja, a quem foi confiado a verdadeira interpretação da Sagrada Escritura, pois realmente, o Espírito que habita em Pedro, é o mesmo que habita em Paulo e em Apolo, agora, quem me garante que é o mesmo que habita em você? Qual Apóstolo, ou sucessor deles, impôs as mãos sobre você? Verdadeiramente, assim como somente um médico devidamente certificado pode repassar uma determinada receita, assim também somente os Apóstolos e seus sucessores o podem sobre a Sagrada Escritura.
    Importa sim, se Maria teve ou não filhos, pois o erro, como disse, deve ser combatido e corrigido, e basta reler o artigo onde você posta seu comentário para que isso fique bem claro. E isto não é de maneira alguma desviar a atenção de Nosso Senhor Jesus Cristo, pois Ele próprio “olhou para sua pobre serva” (Lc1, 48), por que eu então, infinitamente mais pobre que esta serva, não hei de olhá-la e proclama-la de Bem-Aventurada?
    Ora, é contraditório demais afirmar: “A Única que encontrou graça diante de Deus, assim como Noé”, se é a Única, não a foi como Noé, pois foi concebida sem Pecado Original, e livre de toda mancha de pecado, pois sendo Ela árvore de um Fruto Perfeito, é também árvore perfeita (confira Mt7, 16).
    Ela não apenas acreditou, mas agiu, pois sabia que “Assim como o corpo sem a alma é morto, assim também a fé sem obras é morta” (Tg2, 26).
    Partamos sim para a Missão, mas quem está no erro não pode tirar alguém do erro, pois “se um cego conduz a outro, tombarão ambos na mesma vala” (Mt15, 14), convido, pois, você a refletir nisto. Venha para a Arca de Noé, Única Cruz, a Nave de Pedro, a Igreja Católica, Única e Verdadeira Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, fora da qual não há salvação.

    Que Deus nos abençoe e Maria nos guarde!

  3. CaroL Says:

    Paz! (apesar de não achar paz nessas discussões).

    Não acho, como Afirmo, O Espírito que Habita em mim, é o mesmo que habitou em Paulo. O Espírito Santo.. um só Espírito.
    É na bíblia sim que encontramos todas as respostas através do Espírito Santo, nosso consolador!

    Deixo meu comentário em seu blog porque me revolta essa desunião do povo de Deus! Tenho amigos católicos que os amo muito, fui católica até meus 18 anos e hoje sou evangélica ha 4 anos, e pude finalmente me encontrar com Deus de uma forma maravilhosa e formidável. Quero servi-lo por toda vida, enquanto eu viver. Não quero pregar igreja, nem denominação.. mas a palavra de Deus! Somos templo e morada do Espírito Santo. Deus usa quem Ele quiser, como Ele quiser, onde Ele quiser! Não temos o poder de limitar o poder de Deus.

    resp..
    •“A Única na época do acontecimento que encontrou graça diante de Deus, assim como Noé na época do dilúvio” c é meio difícil de entender né? =/ Único perfeito foi Jesus!
    Maria disse que era uma simples pecadora!

    Nenhum versículo das Escrituras relata que Maria foi concebida sem pecado! Essa doutrina não foi oficialmente aceita pela Igreja Católica até ser declarada ex cathedra pelo Papa Pio IX, em 1954.

    A Palavra de Deus afirma repetidamente que todos os homens são pecadores, incluindo Maria. Romanos 3:23 diz, “… todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”. Não diz todos, menos Maria! Romanos 3:10: “não há nenhum justo, nem um sequer”. Romanos 3:12, “Não há nenhum que faça o bem, não há nem um só”. Eclesiastes 7:20, “…não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque”. Em Lucas 1:47, a própria Maria fala de Cristo como “meu Salvador”, e somente pecadores necessitam de um Salvador. Lucas 2:22-24 conta-nos que Maria e José deram no Templo a oferta segundo a lei pelos seus pecados depois dos dias de purificação. De acordo com a Palavra de Deus, Maria foi uma simples pecadora salva pela graça e, se foi pecadora que necessitou de um Salvador, nenhum cristão deveria orar para ela!

    A Palavra de Deus não diz absolutamente nada sobre Maria ter algum papel na salvação. De acordo com a Palavra de Deus, Maria não tem nada a fazer pela salvação da alma de ninguém. Há só um meio para ser salvo e é através do nosso Senhor Jesus Cristo! “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida”, diz Jesus, em João 14:6. “Ninguém vem ao Pai, senão por mim”. “E em nenhum outro há salvação”, diz Pedro, em Atos 4:12, “porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”. “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á”, diz o Senhor Jesus, em João 10:9.

    “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem” I Timóteo 2:5

    Eu sigo o mandamento de Maria:
    “Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.
    Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser.” (João 2,5-6)

    Deus te abençoe!

    Perdoe-me pelo comentário, na verdade acho que nem deveria ter comentado, porque quando algo vem de Deus nos traz paz e tranqüilidade e não desconforto e indignação…
    Por isso acho que deverias parar com essas coisas insignificantes que só traz escândalo para o povo de Deus, onde as pessoas que podiam amar uns aos outros, se magoam por orgulho. “Aquele que pensa estar em pé, cuidado para que não caia.” (I Co 10:12)

    “6 Mas a justiça que é pela fé diz assim: Não digas em teu coração: Quem subirá ao céu? (isto é, a trazer do alto a Cristo. )
    7 Ou: Quem descerá ao abismo? (isto é, a tornar a trazer dentre os mortos a Cristo. )
    8 Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos,
    9 A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.
    10 Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.
    11 Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.
    12 Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam.
    13 Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.” (Ro. 10:6-13)

    Fique com Deus.

    Eu fico com a palavra de Deus e com meu salvador Jesus Cristo que me salvou das trevas e me trouxe a Luz.
    Não é a plaquinha da igreja que vai salvar pessoas não querido. mas o Unico e sempre Jesus Cristo!

    Olhar Católico

    A paz de Jesus e o amor de Maria!

    Pois bem minha cara, então me mostre onde diz isso na sua bíblia, prove-me que o espírito que habita em você lhe dá autoridade para interpretar a Bíblia. Este espírito não lhe inspirou nada sobre as passagens que lhe dei?
    “A glória de Deus está em encobrir a palavra, e a glória dos Reis é investigar o discurso” (Pv25, 2)
    “Porque a vós é concedido conhecer os mistérios de Reino dos céus, mas a eles não lhes é concedido. (…) Por isso lhes falo em parábolas, porque, vendo, não vêem, e ouvindo, não ouvem, nem entendem” (Mt13, 10 e 13).
    “Eles [os operários, que fazem trabalhos com as mãos] não se assentarão na cadeira do juiz, e não entenderão as leis da justiça; não ensinarão as regras da moral nem do direito, e não se acharão ocupados na inteligência das parábolas” (Sir. XXXVIII, 38).
    Entristece-me em saber que você nega seu Batismo, para seguir uma heresia protestante. Você se diz revoltada com a “desunião do povo de Deus”, mas se desuniu da Igreja de Jesus Cristo para seguir o que você bem entende sobre a sua bíblia. Que contradição!
    Em primeiro lugar, o termo Religião não se restringe ao cristianismo, religião vem de “religare”, significando em última instancia a re-ligação do homem para com Deus, existindo assim uma infinidade de religiões que “dizem cumprir” essa missão. Por amor à Verdade, cumpre-nos informar que a Religião por excelência é o Cristianismo, e dentro deste, a Única Igreja verdadeira, aquela que possui a plenitude da Revelação divina é a Igreja Católica Apostólica Romana! E por que somente a Igreja Católica Apostólica Romana é a verdadeira? Porque quem a fundou, quem a estabeleceu foi Nosso Senhor Jesus Cristo! Portanto, quem a ilumina é o Espírito Santo!”. (JESUS, Leandro Martins de. Apostolado Veritatis Splendor)
    E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.” (Mt 16,18-19)
    Ledo engano sua afirmação de que
    Maria disse que era uma simples pecadora. Onde ela diz isso na sua bíblia? Ela foi sim a única gratia plena, ou seja, cheia do Favor Divino, da Graça de Deus, pois foi o próprio Deus que falou por Gabriel (que significa Deus Fala): “et ingressus angelus ad eam dixit have gratia plena Dominus tecum benedicta tu in mulieribus” (Lc1, 28). Algum anjo falou isso pra Noé ou qual quer outro personagem bíblico?
    Mostre-me então que bíblia usar: a Católica, completa, ou a protestante, incompleta. Mostre-me na sua bíblia onde está a relação dos seus livros, ou seja, o Cânon. Se o Cânon não estiver na sua bíblia, então temos que procurá-lo fora da Bíblia, ou seja, na Tradição. É claro que não o encontramos na Bíblia, pois Deus se revela através da Sagrada Escritura e da Sagrada Tradição, estando o Dogma da Imaculada Conceição incluso na segunda, assim como a lista dos livros inspirados por Deus, o Cânon.
    Você me cita Rm3, 23. Ora, se eu fosse interpretar utilizando o seu espírito, diria eu também que Jesus pecou (isto é uma atrocidade, perdoem-me até por digitar isto, mas é necessário para que se entenda), pois a Palavra diz explicitamente TODOS, ou seja, na frase isolada de São Paulo não há nem uma exceção! No entanto não podemos tirar conclusões de frases isoladas, para isso temos que consultar TODA a Bíblia, e se há trechos que mostram que Cristo não pecou, que Ele é exceção à regra, há pelo menos um que mostra que Maria não pecou, pode por acaso uma criatura plena da Graça de Deus pecar?: “et ingressus angelus ad eam dixit have gratia plena Dominus tecum benedicta tu in mulieribus” (Lc1, 28).
    Você diz também
    Maria e José deram no Templo a oferta segundo a lei pelos seus pecados depois dos dias de purificação”. Utilizando o seu mesmo espírito chegamos à conclusão de que também Jesus é pecador, pois teve de ser circuncidado e ainda batizado por João Batista… Mas, é claro, Ele o fez não para purificar seus pecados, pois não os tinha, assim como sua Mãe, Árvore Boa que dá Bom Fruto, mas sim para cumprir a Lei (cf. Mt3, 15).
    Outro ledo engano minha cara.
    Nosso Senhor Jesus Cristo nos disse, sim, que só podemos chegar ao pai por meio dEle. E que significa isso? Significa que Cristo é o nosso único intermediário absolutamente necessário diante de Deus. E que significa que Cristo é nosso único intermediário absolutamente necessário? Isso quer dizer que só fomos remidos do pecado original pelos méritos infinitos de Jesus Cristo, e por nenhum outro nome somos salvos. Quando Adão pecou, o homem ficou com uma dívida infinita para com Deus. Ora,somente com mérito infinito se pode pagar uma divida infinita. Somente Deus tem mérito infinito. Logo, o homem, sendo finito, jamais poderia pagar a dívida infinita que adquirira junto a Deus, por sua ofensa. O único meio de pagar a dívida infinita do homem seria se Deus se tornasse homem. E foi o que aconteceu com a encarnação do Verbo, — o Filho de Deus — em Jesus Cristo” (Fedeli, Orlando – “Intercessão dos Santos”MONTFORT Associação Cultural)
    Ora, “Se tudo isto é verdade, também é certo que Cristo quis vir ao mundo por meio do povo judeu e por meio de Maria Virgem. É também certo que Cristo quis que sua doutrina nos fosse ensinada pelos seus Apóstolos. Ele poderia ter vindo ao mundo sem ser por intermédio de Maria, como poderia nos ensinar diretamente. Não quis assim. Quis vir a nós por meio de Maria Virgem, e quis que fossemos instruídos por Pedro, pelos Apóstolos, e por seus sucessores legítimos. Logo, Maria Virgem, os Apóstolos e seus sucessores nos são intermediários não por necessidade absoluta, mas porque Deus quis assim. Ele quis e quer usar intermediários secundários. São intermediários por vontade de Deus. São intermediários por necessidade hipotética. Necessidade hipotética quer dizer que eles são necessários só porque Deus quis utilizá-los como intermediários. Dai a intercessão de Maria Santíssima e dos santos. E isto é inteiramente de acordo com a Sagrada Escritura que em muitos lugares nos fala de intermediários de necessidade relativa. isto é, intermediários colocados por Deus, por que Deus quis usá-los como intermediários. Dou-lhe alguns exemplos: No livro de Jó se lê que Deus disse aos amigos de Jó que o recriminavam injustamente:
    “Tomai, pois, sete touros e sete carneiros, ide ao meu servo Jó e oferecei um holocausto por vós, e o meu servo Jó orará por vós; admitirei propício a sua intercessão para que não se vos impute essa estultícia” (Jó, XLII, 8).
    Portanto, Deus colocou Jó como intermediário entre Ele e os amigos de Jó.
    Outro exemplo é o de Abraão que intercedeu por Sodoma, e Deus aceitou a sua intercessão (Gen. XVIII, 26-32).
    Também Lot intercedeu por Segor (Gen XIX, 21). E o próprio Deus disse a Abimelec:
    “Agora, pois, entrega a mulher a seu marido, porque ele [Abraão] é profeta; e rogará por ti e tu viverás”(Gen XX, 7).
    Portanto, Deus anuncia que Abraão será intercessor por Abimelec e que Deus, por isso, o atenderá
    .” (Fedeli, Orlando – “Intercessão dos Santos”MONTFORT Associação Cultural)
    Tendo em vista o exposto, aí sim, podemos realmente obedecer a sua ordem: “ Fazei tudo quanto ele vos disser.”.
    Geralmente o que vem do mundo é o que quer nos conformar, pois não devemos nos conformar com este mundo, realmente a Verdade incomoda o erro.
    Que Nossa Senhora, Mãe do meu Senhor (cf. Lc1, 43), nos guarde e derrame sobre nós o Favor Divino, a Graça de Deus perdida por Adão e Eva, e encontrada por ela mesma!

  4. Patrick Robson Says:

    Quando um protestante perde os argumentos sobre determinado tema, ele acaba bruscamente mudando de assunto e passa a atacar outro ponto da Santa Doutrina Católica.

    Moisés, é importante nunca esquecer isso.
    Sempre que um protestante começar a tentar mudar de assunto, deixe claro que o anterior já foi encerrado.

    Aqui ocorreu exatamente isso.

    Caso abram um outro post tratando de um tema específico: “Celibato Sacerdotal”, “Santíssima Virgem Maria” etc… Ficarei feliz em poder ajudar naquilo que minhas limitações permitirem.

    Att,
    Patrick Robson
    Capela Nossa Senhora da Assunção.
    Fortaleza-Ce.

    Olhar Católico
    Muito grato Patrick!
    Sempre que puder visite o blog, e claro, fico feliz em receber sua ajuda!

    Que Deus nos abençoe e Maria nos guarde!

  5. Ivan Says:

    Por causa desse tipo de discussão, ou seja, cada um reinvindica sua razão através de “seus próprios” argumentos, e por não perceber nenhuma manifestação de amor nessas discussões, já há algum tempo que optei por recolher-me em orações solitárias. Tal como, o Mestre e Senhor Jesus.
    Tudo que gera debates intermináveis tem sua origem nas convicções racionais, e não na fé acrescida de amor que seria o ideal de todos que crêem em espírito e verdade.
    Amo ao meu Senhor, independentemente dos fatos que o cercaram em sua passagem por este mundo. Nunca ouvi a voz de Deus e nem tenho a pretensão de ouví-la, mesmo assim adoro e adorarei o Senhor, eternamente. Amém.
    Peço insistentemente, a Deus, que me liberte de toda vaidade humana, e com isto, poder amar ao próximo… mesmo quando suas opiniões divergem das minhas.

    “…como posso agora viver sem lembrar-me de ti.” Se em todos os momentos de nossa vida lembrarmos do Senhor Jesus, sempre prevalescerá o amor e a paz que só Ele pode nos dar.

    Olhar Católico:

    Prezado Ivan, a paz de Jesus e o amor de Maria!
    Você não ver amor na correção de um erro? Uma mãe ao corrigir o seu filho através de um castigo não o ama? O mesmo Jesus que o senhor diz ter por mestre também saiu a pregar nas sinagogas e as multidões, não se deteve somente em orações solitárias.
    A Fé e a Razão andam juntas, uma auxilia a outra.
    É um pouco contraditório dizer que ama alguém, mas que não está nem ai para o mundo que o cerca. Você nunca ouviu a voz de Deus… Então como você sabe que Ele existe e que criou Carne e se chama Jesus? Alguém dever ter batalhado para que esta verdade chegasse até nós, defendendo seus argumentos. Alguém deve ter saído de suas orações solitárias para proclamar a Verdade.
    Se em todos os momentos das nossas vidas lembrarmos do Senhor, não nos esconderíamos nunca mais e anunciaríamos a sua Boa Nova a toda à criatura.
    Convido você Ivan a esta reflexão.
    Que Deus nos abençoe e Maria nos guarde!

  6. Ivan Says:

    Paz e bem a todos!!

    Irmão, entendo que corrigir um erro pode ser por amor, sim. No entanto, debater com pessoas de outras religiões (seitas) à cerca daquilo que cremos, no caso do post a virgindade de Maria, acho um desgaste espiritual desnecessário e leva-nos a um contraditório sem fim. Não consigo perceber nisso, nenhuma manifestação de amor.
    Se estamos certos pela luz do Espírito Santo que pertencemos a única Igreja de Cristo, e que só ela pode ser assim denominada, para que gastarmos nosso tempo com seguidores do protestantismo? Nossa Mãe nunca desejou ser motivo de desavenças, do contrário, nós católicos sabemos que ela é o próprio amor personificado.

    Irmão, nunca ouvi mesmo a voz de Deus…mas, por Sua graça, sinto-o ardentemente em meu coração. O fato de não ouví-Lo não diminui em nada minha devoção, talvez pelos ensinamentos e exemplos que tive dentro da nossa Igreja.
    Santa Teresinha do Menino Jesus, dela são estas palavras de grandeza poética e quase sobre-humana:
    “A aridez mais absoluta e quase que o abandono foram meu patrimônio. Jesus, como sempre, continuava adormecido em minha barquinha.”
    Para qualquer um de nós é uma consolação infinita pensar que uma alma de tão alta qualidade tenha vivido com tal paz e sorriso o abandono da fé, embaixo da abóbada do espesso silêncio de Deus.
    Esse testemunho adquire nova grandeza, quando se completa com estas outras palavras:
    “Pode ser que (Jesus adormecido)não acorde até minha grande retirada para a eternidade. Mas isso, em vez de me entristecer, me traz grandíssima consolação.”
    As declarações que Santa Teresinha fez, alguns dias antes de morrer, fazem-nos emudecer e a elevam acima de muitos homens de Deus que, na Bíblia, pediam um “sinal” para ter a segurança de que Deus é Deus. Nossa Santa recusa essa “graça”:
    “Não desejo ver Deus nesta terra…Prefiro viver de fé.” (Últimas conversações)

    Frei João da Cruz expressa admiravelmente o silêncio de Deus com versos imortais:
    “Onde te escondeste,
    Amado, que me deixaste gemendo?
    Fugiste como o cervo,
    deixando-me ferido;
    saí clamando atrás de ti,
    e tinhas ido”.

    Finalizando, Irmão, o fato de me recolher em orações solitárias me reforça para anunciar a Boa Nova. E isto faço, da maneira que Ele preparou para mim, louvando ao Senhor quase que diariamente, na comunidade da qual participo.

    Que Deus nos abençoe e o manto de Maria nos proteja!

    Olhar Católico

    Prezado Ivan, a Paz de Jesus e o amor de Maria!

    Contraditório é você irmão, ao dizer que é certo corrigir o erro e, no entanto julgar ser desnecessário o esclarecimento de erros dirigidos à Nossa Santa Mãe. Quem disse que estes debates não levam a nada? Eu hoje sou católico convicto, pela Graça de Deus, por causa destes debates, do contrário provavelmente seria eu mais um protestante arrotando “biblicismo” a torto e a direito. É desnecessário e desgastante salvar almas? Desgastante sim, mas desnecessário, de forma alguma! Salvar almas sim, pois você mesmo reconhece ser apenas Uma a Esposa de Cristo. Recusaria você a oportunidade a um protestante de saber disso? E através desta sua informação/evangelização ele acolher esta verdade e através da Igreja de Cristo alcançar a Salvação? Com certeza Nossa Santa Mãe alegrar-se-ia bastante, assim como a entristece ver filhos acovardados de anunciar a Boa Nova, a Verdade a todos por um falso respeito, ou ainda pretexto de desgaste e falta de necessidade. Por que se gastar tempo com o protestantismo, O Nosso Fundador nos ordena: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc16, 15).
    Não questionei você ter ouvido ou não a Voz de Deus. Eu também posso dizer de certo modo que o ouço quando Dele e por Ele me falam, evito querer sentir, pois os sentidos estão sujeitos a carne, que é fraca, mas procuro ter Fé que é dada no espírito, que é forte.
    De modo nem um também condeno a vida contemplativa. Quem sou eu pra tamanha arrogância! Pelo contrário, admiro e queria ter coragem pra tamanha entrega! No entanto devemos também reconhecer os outros estilos de vida cristã que também são autênticos, dentre eles o da Defesa da Fé, creio eu também ser querido e respeitados por todos os santos que você veio a citar.
    A frase que você cita de Santa Terezinha, ensina-nos inclusive que não devemos nos prender apenas em sentimentos, mas nos segurarmos pela Fé. Em tempos de grande sentimentalismo religioso, de uma busca sem limites de “sinta Deus agindo agora”, “sinta o Espírito Santo de Deus!”, etc., Santa Terezinha vem nos dizer sabiamente “(…) prefiro viver de fé”!
    Mas se você me diz ser desnecessário anunciar a Verdade, a Boa Nova, aos hereges protestantes, então por que você se reforça em orações solitárias para anunciar a Boa Nova, se você julga ser desnecessário?
    Não confunda, louvar é uma coisa e anunciar é outra; ambas intrínsecas a vivência cristã, mas diferentes e necessárias.
    Espero ter esclarecido e ajudado.
    Que Deus nos abençoe e Maria nos guarde!

    Moisés Gomes de Lima
    Cedro/CE, 08 de maio de 2009.


Comentários encerrados.

FSSPX - Portugal

Tudo por amor a Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Movimento Magistrados para a Justiça

"Uma visão conservadora de temas relacionados ao Direito"

O Legado d'O Andarilho

opiniões, considerações políticas e religiosas.

Roberta Acopiara's Blog

Just another WordPress.com weblog

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

pregarevangelho

Só mais um site WordPress.com

:.:Paródias da Professora Décia:.:

Paródias de uma professora cedrense!

Fratres in Unum.com

Ecce quam bonum et quam jucundum habitare fratres in unum.

Compartilhar é preciso.

Sinta-se livre para conhecer, aprender e compartilhar

§|Olhar Católico|§

Um Olhar Católico sobre o mundo!

Pacientes na tribulação

Apologética católica

Grupo S. Domingos de Gusmão

Fiéis Católicos de Maringá

Missa Tridentina em Brasília

Santa Missa no Rito Romano Tradicional

Vida, dom de Deus

Gratiam tuam, quaesumus, Domine, mentibus nostri infunde; ut qui, angelo nuntiante, Christi Filii tui encarnationem cognovimus, per Passionem eius et Crucem, ad Resurrectionis gloriam perducamur. Per eumdem Christum Dominum nostrum. Amen.

%d blogueiros gostam disto: