RCC e Teologia da Libertação: Faces da mesma moeda que levam para a omissão.


Prof. Hermes Rodrigues Nery

Em meio ao contexto problemático do 2º turno das eleições presidenciais, vamos percebendo uma tensão de posicionamentos no seio da Igreja Católica Apostólica Romana no Brasil, em que a maioria prefere ficar indiferente, acuada, quieta, esperando o resultado das urnas, para depois ver o que se pode fazer com o quadro político que sair vencedor. É a lógica do oportunismo, pois muitos esperam tirar (ou manter) vantagens de quem ganhar o pleito. Entre os cristãos, poucos têm tido a coragem de colocar o dedo na ferida e deixar claro, claríssimo o projeto anti-cristão do PT, exposto no PNDH3, como o fez o Pe. José Augusto da TV Canção Nova. Rapidamente o seu posicionamento corajoso e lúcido foi censurado, posto de escanteio e até condenado pela direção da Canção Nova, que não quer perder privilégios temporais.
Depois da influência nefasta da teologia da libertação, que tanto mal fez à “sã doutrina católica” em nosso País, agindo como o demônio que tentou Jesus no deserto oferecendo-lhe o pão do mundo, com a ilusão de um paraíso terrestre que deve ser vivido, aqui e agora, num afã desmesurado e desesperado da prosperidade material. A teologia da libertação tirou o horizonte soteriológico dos cristãos católicos, que querem o Messias temporal, a garantir segurança e conforto neste mundo, esquecendo-se de que Jesus foi categórico diante de Pilatos: “O Meu Reino não é deste mundo!”,e prometeu o consolo definitivo aos que choram pela justiça e que buscam primeiro o Reino de Deus, para que venham os bens verdadeiros por acréscimo. A teologia da libertação impregnou como um câncer, vastos setores da fé católica, que hoje muitos vêem a Igreja como ONG e não como sacramento salvífico.

Outro mal que há tempos intuíamos como força adversa à sã doutrina, também força bem sedutora, é a renovação carismática. Estão aí os seus frutos: a TV Canção Nova calando a voz do Pe. José Augusto e ardorosamente desejando receber os agrados de Dilma Roussef, que personifica tudo o que de anti-cristão e anti-católico pode representar em nosso País, se for eleita presidente do Brasil. Aonde estão os deputados católicos eleitos para desmascarar os embustes de Gabriel Chalita (aonde está Salvador Zimbaldi, nesta hora)? Quem será hoje voz para desmentir a falácia da propaganda eleitoral gratuita, que quer induzir o povo brasileiro que a “a mãe Dilma” é promotora da “defesa da vida”, e contra o aborto? Pois há tantos documentos que comprovam a mentira descarada dos líderes petistas, que agora juram de pé junto, que são contra o aborto, quando, na verdade, já assumiram compromissos com organismos internacionais para legalizarem o aborto no Brasil, porque a questão do aborto é apenas a ponta do iceberg de um projeto político totalitário de poder perverso, que visa o controle populacional e a descristianização não somente do Brasil, mas da América Latina, da Europa, e de onde a raiz cristã foi seiva viva por durante séculos na História.

Um dos pontos altos da fala do Pe. José Augusto foi confirmar sua fidelidade petrina, dizendo que está com Bento XVI. Daí que chamo a atenção aos católicos brasileiros, que nesta hora gravíssima da Nação, em que nenhum deputado efetivamente pró-vida foi eleito, confirmando que somos mesmo minoria (nós que estamos com Bento XVI), mas mesmo assim vamos continuar trabalhando como os primeiros cristãos, nos Atos dos Apóstolos, a defender Jesus Cristo sem medo da cova dos leões.

Há tempos, a CNBB tem preferido nomear assessores TL e carismáticos, e preterido muitos pró-vida. É muito mais fácil as generalizações e os rótulos. É fácil rotular as pessoas de conservadoras e reacionárias, etc. Mas é muito difícil seguir pela via estreita do Evangelho. Os pró-vida estão conscientes e convictos de que os fatos falam com mais evidência. É a questão do aborto que está ameaçando derrubar Dilma Roussef e livrar o País da maldição do comunismo. Tudo porque os pró-vida tem sido os mais fiéis ao Magistério da Igreja, à sã doutrina católica, e mais ainda ao sentimento da maioria do povo brasileiro, que é contra o aborto, e pela vida.

Daí porque, se os estudiosos querem saber o que foi responsável pela sangria de seis milhões de votos no primeiro turno da candidata Dilma Roussef, foram os pró-vida (juntamente com segmentos evangélicos), que são uma minoria de lideranças cristãs pobres, que vivem com o Maná do Senhor, fiéis ao Papa e à sã doutrina, sem farisaísmo, e que padecem dissabores incontáveis, mas que têm conseguido, superando tantas humilhações e dificuldades, fazer valer a voz de Cristo, neste tempo de tribulação. Nesta hora, fazemos o apelo a uma cruzada pela vida, para que o Brasil continue a fazer diferença e a afirmar a cultura vida em meio a tantas ameaças.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

FSSPX - Portugal

Tudo por amor a Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Movimento Magistrados para a Justiça

"Uma visão conservadora de temas relacionados ao Direito"

O Legado d'O Andarilho

opiniões, considerações políticas e religiosas.

Roberta Acopiara's Blog

Just another WordPress.com weblog

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

pregarevangelho

Só mais um site WordPress.com

:.:Paródias da Professora Décia:.:

Paródias de uma professora cedrense!

Fratres in Unum.com

Ecce quam bonum et quam jucundum habitare fratres in unum.

Compartilhar é preciso.

Sinta-se livre para conhecer, aprender e compartilhar

§|Olhar Católico|§

Um Olhar Católico sobre o mundo!

Pacientes na tribulação

Apologética católica

Grupo S. Domingos de Gusmão

Fiéis Católicos de Maringá

Missa Tridentina em Brasília

Santa Missa no Rito Romano Tradicional

Vida, dom de Deus

Gratiam tuam, quaesumus, Domine, mentibus nostri infunde; ut qui, angelo nuntiante, Christi Filii tui encarnationem cognovimus, per Passionem eius et Crucem, ad Resurrectionis gloriam perducamur. Per eumdem Christum Dominum nostrum. Amen.

%d blogueiros gostam disto: