Resposta a [Frutos do “Livre Exame” Protestante]


Queridos leitores, a paz de Jesus e o amor de Maria!

Publicamos os comentários feitos por um leitor protestante ao post Frutos do “Livre Exame” Protestante, e logo após a nossa resposta.

 

LEITOR PROTESTANTE

Caríssimo Moisés,você manifestou sua opinião acerca dos protestantes e eu gostaria de lhe fazer algumas perguntas acerca do assunto.A primeira: Quem lhe disse que a única instituição que tem Continue lendo »

Anúncios

Frutos do “Livre Exame” Protestante


          

Pra quem não sabe, o livre exame, é uma das teses do herege Lutero, que o mesmo inventou em sua revolta contra a Igreja de Jesus Cristo. Dentre outras teses, e resumidamente falando sobre esta (o livre exame), ele ensina que todo cristão é inspirado pelo Espírito Santo ao ler a Sagrada Escritura, e que não precisa de ninguém que o oriente e que cada interpretação dali retirada é válida (pelo fato deste estar “inspirado” pelo Espírito Santo). Ora, sabemos que o Espírito Santo não se contradiz (isso é impossível para Deus), então por que será que cada denominação protestante (pra dizer seita protestante mesmo) tem sua própria interpretação da Bíblia e cada uma diferente das outras? Será que o Espírito Santo se contradiz, ou será que o espírito que anima a interpretação dos protestantes não é o Santo? E se não é o Espírito Santo, de quem é o espírito que gera dúvidas, erros e divisões?

Continue lendo »

Receba novidades do §|Olhar Católico|§ no seu e-mail

Publicado em Mensagens. 2 Comments »

Igreja Católica, a única e verdadeira.


Se outras Igrejas também se dizem verdadeiras, como poderemos saber que só a Igreja Católica é a verdadeira Igreja de Cristo?
É fácil: a verdadeira Igreja de Cristo deve ser una, santa, católica e apostólica – como dizemos no Credo, cada Missa de domingo e dia santo.

 

88. As Notas da Igreja de Cristo
Vamos provar que a Igreja de Cristo deve ter quatro notas.
I. Unidade
a) Cristo instituiu uma só Igreja: “Eu edificarei a minha Igreja” (Mt 16.19); e ela deve conservar-se uma só : “um só rebanho e um só pastor” (Jô 10.16)
E S. Paulo explica que “há um só Senhor, uma só fé, um só batismo” (Ef. 4.5)
b) A Igreja é una, porque tem um só governo, uma só fé e um só culto.
II. Santidade.
a) Cristo veio ao mundo para santificar os homens. Ele quer que nós nos santifiquemos (Jo 17.19). E para isto isto pregou uma doutrina de santidade e instituiu os meios de santificação ( os sacramentos).
b) Por isso a sua Igreja deve ter santidade, isto é, deve:
Pregar uma doutrina de santidade
Utilizar os seus meios de santificação;
Produzir Santos.
III. Catolicidade.
a) Cristo veio salvar todos os homens: “pregai o Evangelho a todas as criaturas” ( Mc 16.15). em todos os tempos” até a consumação dos séculos” (Mt 28.20)
b) Então a sua Igreja deve ser para todos os homens e para todos os tempos, sem nada mudar dos seus princípios.
IV. Apostolicidade
a) Cristo entregou sua Igreja aos apóstolos confiando-lhes a pregação do Evangelho e o governo espiritual dos homens.
b) Portanto, a Igreja de Cristo tem de ser a mesma que começou com os Apóstolos, conservando a mesma doutrina pregada pelos Apóstolos e com chefes que se prendem aos Apóstolos por uma serie ininterrupta.
89. Só a Igreja Católica é verdadeira.
Só ela tem as notas da Igreja de Cristo. Só ela é una, santa, católica e apostólica.
Vejamos
I. Só ela é una. Tem:
– um só chefe universal – o Papa;
– uma só fé: é uma beleza ver a Igreja de S. Pedro em Roma, católicos de todo o mundo rezarem o Credo: todos crêem as mesmas verdades.
– um só culto: Em Roma, na Austrália, ou no congo, acompanho a S. Missa pelo meu missal, como na minha paróquia: e recebo do mesmo modo, os mesmo sacramentos
(nota do digitador: isso era claro apenas quando tínhamos o belo rito de São Pio V, agora com a missa nova em vernáculo, cada paróquia tem sua variação, então, nem com missal virtual tu consegue seguir direito, mais um ponto negativo pra missa Paulo VI).
Observe que, quando se fala da Igreja Católica, apenas se diz: a Igreja : e quando se diz do protestantismo, se diz: as igrejas.
II. Só ela é santa:
– prega doutrina de santidade do Evangelho.
Sempre ensinou que boas obras são necessárias à salvação. Nunca alterou a doutrina de Cristo, embora chamem de atrasada – como no caso do divórcio e das falsas liberdades;
– utiliza de meios de santificação. Tornando-os até obrigatórios (como Missa aos domingos e dias de santos, Comunhão da Pascoa, confissão anual, jejum, abstinência) e aconselhando sua maior freqüência;
– produz Santos.
A Igreja Católica tem uma legião imensa de santos de todas as condições e idades, em todos os tempos e ainda hoje.
Convida seus filhos à santidade nas associações, congregações e ordens religiosas, algumas de grande rigor.
Produz verdadeiros heróis , que cuidam do próximo com uma dedicação desconhecida das outras religiões.
Vivendo em estado de graça, cumprindo os mandamentos de Deus e da Igreja, freqüentando os Sacramentos, praticando as virtudes alcançaremos tambema perfeição.
III. Só ela é Católica:
-está estendida por todo o mundo;
– é a mesma em toda parte;
– procura alcançar todos os homens, mandando missionários aos países mais longínguos e convidando-nos a trabalhar pela conversão dos pagãos e dos hereges.
IV. Só ela é apostólica.
– conserva a mesma doutrina dos apóstolos;
– seu chefe é o sucessor de S. Pedro
De Pio XII (hoje Bento XVI) a S Pedro é ininterrupta a sério dos papas que governaram a igreja de Cristo . Isto não acontece em nenhuma outra Igreja.
90. As outras Igrejas são falsas
Nem a Igreja Cismática nem o protestantismo tem as notas da verdadeira Igreja.
a) Igreja Cismática
1) Não tem unidade: em cada nação governada logo tempo pelo poder civil, tomou um caráter nacional; por isso, muitos erros se introduziram
2) Nem santidade: seus fundadores se desligaram do Papa por orgulho e ambição de mando e ela nunca produziu Santos;
3) Nem catolicidade: ficou limitada a uns poucos países: é grega, romaica, russa, etc.
4) Nem apostolicidade: quando começou, os apóstolos já haviam morrido há mil anos.
b) O Protestantismo
Este, coitado, ainda é pior.
1) Sem unidade: centenas de seitas contrarias , cada qual com uma doutrina diferente, fruto da livre interpretação da Biblia.
2) Sem santidade: seus fundadores foram depravados como Lutero (com sua vida de embriaguez e impureza) e Henrique VIII (que repudiou ou matou seis esposas, par a casar de novo); nunca produziu um santo. E sua doutrina dispensa boas obras, aceita divorcio, etc;
3) Sem catolicidade: por mais que se difunda, não é o mesmo em toda parte
4) Nem apostolicidade: apareceu no século XVI, e nega os pontos mais importante da doutrina que os Apóstolos pregaram.
c) Vendo como esses pobres cristãos estão no erro, rezemos por eles, para que venham pertencer a verdadeira Igreja.
E agradeçamos a Deus a felicidade de ser da Igreja de Cristo, e façamos tudo para continuar fieis a ela.
Com o texto acima mostramos as 4 notas da Igreja Catolica que comprovam sua autenticidade e santidade, mostrando a todos que ela é a Igreja de Cristo e assim será eternamente.

Uma carta de 2007 que parece ter sido escrita ontem!


Antes de mais nada, rezemos uma Ave Maria pela alma do professor.

 Dircurso do papa Bento XVI aos bispos na catedral da Sé (11/05/07)
PERGUNTA
Nome: Luiz Ribeiro
Enviada em: 11/05/2007
Local: São Paulo – SP, Brasil
Religião: Católica
Escolaridade: Superior concluído

Prezado prof. Orlando e amigos da Montfort,
Salve Maria!

É com a “alma lavada” que escrevo esta carta. O senhor assistiu ao discurso de Bento XVI aos bispos? Se não, assista, porque o Papa deu verdadeiramente um enorme recado aos bispos brasileiros. Falou da castidade, da mídia que despreza o casamento e – principalmente – da verdadeiro respeito à liturgia (criticando todos os abusos); que eles devem ser pastores e irem atrás as ovelhas perdidas, das seitas que prometem coisas contrárias ao evangelho, e muitas outras que esta carta ficaria muito longa se eu descrevesse. Foi um discurso de um verdadeiro Professor.

O Papa demostrou sua inteligência, clareza e objetividade (como todo o professor deve ser), e com um português gramaticalmente melhor do que o do Presidente Lula. Não há como se obter mais de uma interpretação de seu discurso (a “letra” e o “espírito” são os mesmos). Quem acompanhou esse discurso, como eu, se sentiu abençoado.

Deus nunca erra. E no momento em que a Igreja mais precisa de uma chamada à ortodoxia, Ele sabiamente escolheu como sucessor de Pedro a pessoa mais preparada para ser nosso pastor.

Deus de muitas graças a Bento XVI!

Na Paz de Cristo (com com a “alma lavada”),

Luiz

RESPOSTA

Data: 16 Maio 2007


 
Muito prezado Luis,
Salve Maria.
 
     Muito bem. Eu também fiquei felicíssimo com os discursos do Papa Bento XVI. Há quanto tempo não ouvíamos palavras de vida eterna!
     Chega de ouvir faar de emprego, transporte, saúde, lazer e moradia. Eta discursinhos politiqueiros chatos o desses Bispos sem teologia e o desses padres sem Fé.
 
     E “lavada” mesmo foi a que levaram os Bispos da CNBB defensores da “teologia” da Libertação (da escravidão castrista) cujo discurso nada tem de religioso e mais parece discurso de candidato a vereador:
 
“Ataca-se impunemente a santidade do matrimônio e da família, iniciando-se por fazer concessões diante de pressões capazes de incidir negativamente sobre os processos legislativos; justificam-se alguns crimes contra a vida em nome dos direitos da liberdade individual; atenta-se contra a dignidade do ser humano; alastra-se a ferida do divórcio e das uniões livres. Ainda mais: no seio da Igreja, quando o valor do compromisso sacerdotal é questionado como entrega total a Deus através do celibato apostólico e como disponibilidade total para servir às almas, dando-se preferência às questões ideológicas e políticas, inclusive partidárias, a estrutura da consagração total a Deus começa a perder o seu significado mais profundo. Como não sentir tristeza em nossa alma? (Discurso do Papa Bento XVI, Catedral da Sé, São Paulo, 11 de maio de 2007, destaques nossos)”     
 
     Bento XVI teve tal sucesso porque falou como um Papa deve falar. Falou como um verdadeiro pastor fala às ovelhas. E as ovelhas se rejubilaram porque “elas conhecem a voz do bom pastorque é bem diferente da voz do mercenário e da voz do mau pastor.
     Como foi boa a bem merecida reprimenda pública e caridosa na CNBB. Ela bem que precisava ouvir isso que ouviu, ela que fala tanto e não diz nada de elevado.
     
     Só não concordei com sua frase comparando o português do Papa ao português do Lula. Eles não podem ser comparados. O Lula não fala. Repete. Não discursa: lê. E lê mal! E não sabe o que lê.
     
     E viu você a “banalidade deplorável” do show montado pela CNBB no Pacaembu?
     O papa dizendo palavras de sabedoria, palavras corajosas e destemidas…. E Padre Zezinho cantando a … Amazônia. Falando das fogueiras da Amazônia, enquanto a Casa de Deus está em fogo. Enquanto milhões de almas podem cair no fogo do inferno, como Nossa Senhora disse em Fátima!
     E as danças para exibir nossa “cultura” ao Papa? Frevo, catira, capoeira… Que espetáculo lamentável para apresentar a um Papa!
     Era hora para isso, se há hora para isso?
     
     Que horror!
   
     E a Aquarela do Brasil? Falar para o papa do “mulato inzoneiro” na hora da maior crise da história da Igreja!
     Que coisa mais deslocada ou Tresloucada?
     E o tal cantor cantando “Ninguém te amou mais do que eu“?
     Isso era para Cristo ou para uma namorada!
     Que ambiguidade horrorosa!
 
     Que horror!
 
     E os discursinhos infantis de festinha de formatura? Que horror!!
     E os estudantinhos tentando falar em “caribenho” canhestro, (só eles julgando-se “autênticos”), para agradar “al líder del Caribe”? ( Fidel ou Chávez?)
     
     Que horror!!!
   
     Que paciência a do Papa!
     Pelo menos houve uma vantagem nesses horrores: o Papa pode ver com os próprios olhos que espetáculos meio-circenses a CNBB promove, apresentando-os como shows “sagrados” ou para litúrgicos. Foi uma boa amostra.
     Pelo menos o Papa — que conhece música — pode ouvir com seus próprios ouvidos, as horrendas canções que nossos padres cantores — que horror!!!! — cantam em Nossas show-missas.
     
     Que horror! Que sacrilégios!
     E — permita-me dizê-lo — Que vergonha!!
     Graças a Deus tudo isso foi largamente superado pelas palavras benditas do Papa.
     Deus proteja o Papa.
     VIVA O PAPA!!!
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

Não seja como a Dilma: ajude o Rio!


Não prevariquem como a presidente Dilma e o governador Cabral, ajudem os moradores do Rio de Janeiro:

ARQUIDIOCESE S.O.S. RIO
Banco do Brasil
Agência 3612-9
Conta Corrente: 10.2011-0

 

  

Arquidiocese de Olinda e Recife realiza campanha de ajuda às vítimas das enchentes no Rio
Seg, 17 de Janeiro de 2011 13:49 cnbb

A arquidiocese de Olinda e Recife, criou uma conta corrente destinada a ajudar as vítimas das chuvas no interior do Rio de Janeiro. A iniciativa foi uma decisão do arcebispo, dom Antônio Fernando Saburido, em reunião na sexta-feira, 14, com alguns padres, representantes da Aeronáutica, do Exército e da Coordenadoria da Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe). Continue lendo »

Bolsa Folgado


Beneficiário do Bolsa Família fica pouco no emprego e demora a achar nova vaga

Por Marta Salomon, no Estadão:
Os beneficiários do Bolsa Família passam menos tempo no emprego e, quando o perdem, demoram mais para encontrar nova vaga com carteira assinada. É o que mostra pesquisa encomendada pelo Ministério do Desenvolvimento Social, numa indicação de que será longo e complicado o caminho para que os beneficiários da transferência de renda do governo abram mão dos pagamentos mensais do Bolsa Família e encontrem a chamada “porta de saída” do programa.

As primeiras sondagens sobre a relação do público do Bolsa Família com o mercado de trabalho feitas após sete anos de vida do programa mostram que a maioria dos empregos não tem registro em carteira. Entre os beneficiários ocupados, 75,2% não têm cobertura da Previdência Social, calcula o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Na população economicamente ativa do País, o porcentual é de 49,8%.

“A inserção dos beneficiários do Bolsa Família no mercado formal, quando existe, é bastante precária. Menos de um ano depois da contratação, metade dos beneficiários é desligada, 30% perderão seus empregos em menos de seis meses. Fora do mercado de trabalho, menos de 25% são recontratados nos quatro anos seguintes”, resume estudo de Alexandre Leichsenring, doutor em estatística e consultor do Ministério do Desenvolvimento Social.

Leichsering pesquisou o comportamento dos beneficiários do Bolsa Família durante quatro anos, de 2003 a 2007, nos registros de emprego do Ministério do Trabalho. A pesquisa identificou entre os beneficiários taxas de admissão menores no mercado formal de trabalho, combinadas com taxas mais elevadas de desligamento do emprego.

A comparação teve como base as demais pessoas com renda até meio salário mínimo inscritas no Cadastro Único do governo: ou seja, pessoas pobres, mas não tão pobres quanto os beneficiários do programa. Durante o período pesquisado, cresceu a participação dos pobres no mercado de trabalho nos dois grupos analisados, anota o estatístico. A passagem pelo emprego é mais rápida entre os beneficiários com menos tempo de estudo e nas Regiões Sudeste, Norte e Centro-Oeste, afirma o estudo Precariedade Laboral e o Programa Bolsa Família. Aqui

Por Reinaldo Azevedo

FSSPX - Portugal

Tudo por amor a Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Movimento Magistrados para a Justiça

"Uma visão conservadora de temas relacionados ao Direito"

O Legado d'O Andarilho

opiniões, considerações políticas e religiosas.

Roberta Acopiara's Blog

Just another WordPress.com weblog

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

pregarevangelho

Só mais um site WordPress.com

:.:Paródias da Professora Décia:.:

Paródias de uma professora cedrense!

Fratres in Unum.com

Ecce quam bonum et quam jucundum habitare fratres in unum.

Compartilhar é preciso.

Sinta-se livre para conhecer, aprender e compartilhar

§|Olhar Católico|§

Um Olhar Católico sobre o mundo!

Pacientes na tribulação

Apologética católica

Grupo S. Domingos de Gusmão

Fiéis Católicos de Maringá

Missa Tridentina em Brasília

Santa Missa no Rito Romano Tradicional

Vida, dom de Deus

Gratiam tuam, quaesumus, Domine, mentibus nostri infunde; ut qui, angelo nuntiante, Christi Filii tui encarnationem cognovimus, per Passionem eius et Crucem, ad Resurrectionis gloriam perducamur. Per eumdem Christum Dominum nostrum. Amen.

%d blogueiros gostam disto: