Lançado oficialmente no Brasil filme em favor da vida


Especialistas discutem sobre aborto durante lançamento de filme rondoniense
“Deixa-me Viver” foi lançado oficialmente no Brasil. Vendas exclusivas em DVD
A produção cinematográfica rondoniense entrou para a história na quinta-feira (15). Após anos de investimentos e muita parceira, o desejo pela idealização, criação e promoção do filme “Deixa-me Viver” foi oficializada com o lançamento oficial no Brasil. O enredo trouxe à discussão um assunto que intriga diversos seguimentos da sociedade, principalmente da Igreja Católica, o aborto. A cerimônia aconteceu no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), em Ji-Paraná (RO).

O longa-metragem foi escrito, dirigido e protagonizado por Edson Dorigo, de Jaru (RO), e atriz coadjuvante Suelen Mendonça, de Criciúma (SC). Dorigo falou sobre o trabalho: “É preciso conhecer o quão é importante buscar o desejo pelo reconhecimento da cultura brasileira, sobretudo do que é nosso, com forte contribuição de Rondônia”.

Foram investidos mais de quatro anos em gravações, produção e pós-produção no drama romântico. A edição foi feita pelo jiparanaense Antônio Marcos, que deixou sua cidade natal rumo aos Estados Unidos da América (EUA) exclusivamente para realizar a finalização do projeto. “Foi preciso coragem, nunca havia feito uma viagem do tipo. Mas, vejo que tudo o que investi recebe hoje reconhecimento”, reforçou.

PROJETO

O filme é uma obra independente, da Produtora Friend-Z Filmes, contou com mais de 40 atores e atrizes voluntários. O investimento foi de U$75 mil dólares para compra de equipamentos e reprodução de mídias.

A proposta da obra é repassar uma mensagem sobre o amor e a vida. A sinopse traz a história de Paula (Suelen Mendonça) que tem uma gravidez indesejada e o amigo Lucas (Edson Dorigo), que reaparece após anos sem encontro. Ela conta que pretende realizar um aborto, Lucas, por sua vez, tenta convencê-la a não abortar.

VENDAS

Em Ji-Paraná, está sendo comercializado nas Lojas Duart Som e Top Com Celulares. O investimento é de R$15.

TEMÁTICA MOTIVOU DEBATE EM JI-PARANÁ
Uma mesa redonda foi organizada para que autoridades eclesiásticas e profissionais do Direito e da Medicina pudessem falar sobre como sua instituição avalia e vê a ação de abortar.

O diretor do filme, Edson Dorigo, contou o porquê da escolha, de um assunto polêmico como norteador de sua criação. “Com esse tema posso expressar aquilo que sinto, que está em meu coração. E posso mostrar às pessoas que a vida é o mais importante”, avaliou.

O apresentador do Fala Rondônia, da RedeTV!, Marcelo Bennesby, conduziu o debate. Segundo ele, é importante discutir assuntos relevantes para o País. “O Código Penal está sendo revisado. Há alguns dias, o Senado manteve o aborto como crime, mas concedendo a possibilidade de que a mulher possa recorrer a ele sem que seja punida criminalmente”, falou.

“O aborto é um crime contra a vida do feto, e o tipo de condeção aplicada é a ex-comunhão”, informou a irmã Maria Conceição, representante da Igreja Católica. O pastor da Igreja Missionária Unida do Brasil (Imub) compartilhou do pensamento e lembrou a frase de Jesus Cristo: “Eu sou o caminho a verdade e a vida”. “Então nós cremos nela e iremos trabalhar com toda a nossa força para que ele (aborto) seja uma prática abolida”, complementou.

SAÚDE
O abortamento é uma prática proibida no Brasil, o Código Penal prevê apenas duas exceções: risco de morte da gestante e gravidez resultante de estupro. Mesmo assim, em alguns casos, pode causar perigo para mulheres que decidem interromper a gestação. “É uma das principais causas de internação, é um ato cirúrgio a resolução do aborto e realmente traz consequências muito danosas às mulheres, levando até a morte”, informou o médico obstétra e ginecologista, Demátrio Bidá Junior, integrante do Corpo Clínico da Santa Casa de Misericórdia.

OPINIÕES DO DIREITO
O professor universitário, atuante na área de concentração de Filosofia do Direito (Hermenêutica Jurídica), Fabrício Zannin, disse que trocaria o título do filme para “Deixa-me Escolher”, “É preciso mudar o foco do feto, da criança, para a mulher. Há muitas convenções internacionais sobre os Direitos Humanos que dão a ela esse direito”, opinou.

“Acredita-se que usando o Direito Penal, criminalizando certas condutas a gente consiga evitar que às pessoas não façam suas próprias escolhas. Nao é o esse direito que vai resolver isso. Não é a criminilização dessa conduta que vai diminiuir ou aumentar o número de abortos no Brasil e no mundo”, finalizou a professora Mariana Inácio, especialista em Ciências Criminais e Penais.

FICHA TÉCNICA:

De Jaru (RO), Edson Dorigo (autor/diretor/ator)
De Criciúma (SC), Suelen Mendonça (atriz coadjuvante),
De São Paulo (SP), Elouise Galindo (co-direção),
De Curitiba (PR), Alessandro Vieira (diretor de imagens/fotografia),
O americano, Frank Cardoso (produção),
De Recife (PE), Carla Soares (pré-edição),
De Belo Horizonte (MG) Tiago Lima (composição e interpretação da trilha sonora “O Tal Exato”),
De Ji-Paraná (RO), Antônio Marcos (edição e finalização),
De Ji-Paraná (RO), Paulo Tubaína (artes gráficas),
De Ji-Paraná (RO), Etiene Gonçalves (comunicação e marketing).


Autor: ASSESSORIA
Fonte: O NORTÃO
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

FSSPX - Portugal

Tudo por amor a Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Movimento Magistrados para a Justiça

"Uma visão conservadora de temas relacionados ao Direito"

O Legado d'O Andarilho

opiniões, considerações políticas e religiosas.

Roberta Acopiara's Blog

Just another WordPress.com weblog

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

pregarevangelho

Só mais um site WordPress.com

:.:Paródias da Professora Décia:.:

Paródias de uma professora cedrense!

Fratres in Unum.com

Ecce quam bonum et quam jucundum habitare fratres in unum.

Compartilhar é preciso.

Sinta-se livre para conhecer, aprender e compartilhar

§|Olhar Católico|§

Um Olhar Católico sobre o mundo!

Pacientes na tribulação

Apologética católica

Grupo S. Domingos de Gusmão

Fiéis Católicos de Maringá

Missa Tridentina em Brasília

Santa Missa no Rito Romano Tradicional

Vida, dom de Deus

Gratiam tuam, quaesumus, Domine, mentibus nostri infunde; ut qui, angelo nuntiante, Christi Filii tui encarnationem cognovimus, per Passionem eius et Crucem, ad Resurrectionis gloriam perducamur. Per eumdem Christum Dominum nostrum. Amen.

%d blogueiros gostam disto: