Sacramento da Penitência


Pode a Igreja perdoar toda a espécie de pecados?
Sim, a Igreja pode perdoar todos os pecados, por numerosos e graves que sejam, porque Jesus Cristo Lhe concedeu pleno poder de ligar e desligar.

Quem são os que na Igreja exercem este poder de perdoar os pecados?
Os que na Igreja exercem o poder de perdoar os pecados são, em primeiro lugar, o Papa que é o único que possui a plenitude de tal poder; depois os Bispos e, sob a dependência dos Bispos, os Sacerdotes.

Como perdoa a Igreja os pecados?
A Igreja perdoa os pecados pelos merecimentos de JesusCristo, administrando os Sacramentos por Ele instituídos para esse fim, especialmente o Batismo e a Penitência.

Que nos manda a Igreja com as palavras do segundo preceito: confessar-se ao menos uma vez cada ano?
Com as palavras do segundo preceito: confessar-se ao menos uma vez cada ano, a Igreja obriga todos os cristãos que chegaram ao uso da razão, a receber, uma vez ao menos em cada ano, o Sacramento da Penitência.

Qual é o tempo mais próprio para cumprir o preceito da confissão anual?
O tempo mais próprio para cumprir o preceito da confissão anual é a Quaresma, segundo o uso introduzido e aprovado em toda a Igreja.

Por que diz a Igreja que nos confessemos ao menos uma vez cada ano?
A Igreja diz ao menos, para dar a conhecer o seu desejo de que nos aproximemos deste Sacramento com mais freqüência.

É pois útil confessar-nos com freqüência?
É muito útil confessar-nos com freqüência, sobretudo porque é difícil que se confesse bem e se conserve isento de pecado mortal, quem se confessa raras vezes.

Que é o Sacramento da Penitência?
A Penitência, chamada também Confissão, é o Sacramento instituído por Jesus Cristo para perdoar os pecados cometidos depois do Batismo.

Por que se dá a este Sacramento o nome de Penitência?
Dá-se a este Sacramento o nome de Penitência, porque, para obter o perdão dos pecados, é necessário detestá-los com arrependimento e porque quem cometeu uma falta deve sujeitar-se à pena que o Sacerdote impõe.

Catequese retirada do Catecismo de São Pio X

30 de Maio – Santa Joana d’Arc, Virgem (+ Rouen, França, 1431)


Santa Joana d’Arc,
Virgem (+ Rouen, França, 1431)

A donzela suscitada por Deus para libertar a França dos ingleses, depois de vencer as resistências dos que não queriam reconhecer a sua missão, conseguiu
obter vitórias espantosas sobre os invasores e obteve a coroação do rei Carlos VII em Reims. Sua obra parecia terminada, mas Deus ainda queria dela um
sacrifício supremo. Traída e entregue aos ingleses, foi julgada iniquamente e queimada como feiticeira. Mais tarde a Igreja a reabilitou e reconheceu a
heroicidade de suas virtudes. Foi beatificada em 1909, pelo Papa São Pio X, e canonizada por Bento XV em 1920.

A história de cada santo é extraída do livro: Cada dia tem seu Santo

Em UTI D. Bergonzini encoraja blogueiros


Estou na U.T.I – Dom Luiz Bergonzini

Caros irmãos, irmãs, leitores, leitoras, internautas, blogueiros, blogueiras, amigos, amigas, seminaristas, integrantes do clero e episcopado.

Na segunda-feira, por volta da hora do almoço, me senti mal e fui conduzido ao hospital.

No hospital, os médicos constataram uma pneumonia e me recolheram na UTI.

Na primeira avaliação, fui informado que em dois dias estaria no apartamento ou em casa, para continuarmos, eu e vocês, nosso trabalho em favor da vida, da Moral Cristã e do Evangelho.

Porém, isso não aconteceu. Continuo na UTI, sem previsão de ir para o apartamento ou para casa.

Por essa razão, nossas postagens foram paralizadas. Logo que eu for para o apartamento ou para casa voltarei com as postagens.

Peço a todos vocês que não esmoreçam. Nossa luta continua. Divulguem o nosso blog ou os textos nele existentes ao maior número de pessoas.

As imoralidades aumentam a cada dia. Não se deixem enganar! Somente vocês, Blogueiros e Internautas de Cristo, conseguirão reverter essa situação.

Não tenham medo! Vocês precisam restabelecer a Verdade e a Vida!

Deus abençoe a todos.

Dom Luiz Gonzaga Bergonzini
Bispo Emérito de Guarulhos

Médico que não conseguiu matar criança em aborto é obrigado a sustentá-la


Isso mesmo, caros e raros leitores, um médico tentou matar uma criança no prazo previsto pela lei do aborto na Espanha. Após ter concluído aparentemente o assassinato no ventre da “mãe”, dispensou-a e mandou ir pra casa ser feliz sem o filhinho que acabara de matar. E ela, confiante nele, se foi alegre e contente para mais uma aventura.

Mas, três meses depois, ela deve ter feito algo neste intervalo de tempo (afinal, se engravidasse, mataria novamente seu novo filho), ela suspeitou estar grávida novamente. Como cliente VIP que é, voltou à mesma clínica e constatou que não estava grávida novamente… Sempre esteve desde a primeira tentativa de assassinato. Indignada, por agora não poder matar seu filho, pois a lei espanhola só permitiria matar a criança há alguns meses atrás, ela processa a clínica e o médico por sua “falha”: deixar a criança viver (é claro que foi sem querer).

Resultado: hoje a criança que sobreviveu a tentativa de assassinato tem quase dois anos (é um vitorioso!), a mãe ganha o processo na “justiça” espanhola, e a clínica e o médico são “condenados” a sustentar a criança que teimou em não morrer. Vejam só que absurdo! Isto é o fim dos tempos!

Não acredita? Leiam aqui então.

É isso que o PT e os abortistas de toda laia querem ver aqui no Brasil!

Publicado em Aborto. Tags: , , . Leave a Comment »

Marcha pela Vida. Compartilhe!

Publicado em Aborto. Tags: , . Leave a Comment »

O Pecado e suas espécies


Pergunta: O Pecado Original é o único tipo de pecado?

Resposta: O Pecado Original não é o único tipo de pecado; há outro tipo de pecado que cometemos chamado pecado atual.
Uma das exceções
Nenhum homem está livre do pecado. Muitos indivíduos, por orgulho, imaginam-se sem pecados, porque não roubam, assassinam, cometem qualquer outro crime que a sociedade condenaria. Certa vez, na presença de outros, um cavalheiro disse ao pároco: “Nunca me confesso, padre; não tenho pecados para confessar.” “Como não peca, você pertence às exceções,” o padre respondeu. “A que exceções eu pertenço? O senhor me coloca entre os santos?”, o homem perguntou. Ele não deu sossego ao padre até saber o que ele tinha a contar, mas primeiro teve de dar sua palavra que não iria se ofender com a resposta. Então o padre disse: “Dir-lhe-ei quais são os indivíduos que não pecam: as crianças que não atingiram a idade da razão, e os idiotas ou loucos que perderam a razão.” Depois disso, nada mais foi dito sobre o assunto religião. Ao ver que o homem é tão fraco espiritualmente quanto fisicamente, ninguém pode ousar afirmar que ele não comete pecado algum.

Retirado de: http://angueth.blogspot.com.br/2012/05/anedotas-e-exemplos-ilustrativos-do.html

A treze de maio…


‹‹ Nossa Senhora mostrou-nos um grande mar de fôgo que parcia estar debaixo da terra. Mergulhados em êsse fôgo os demónios e as almas, como se fossem brasas transparentes e negras, ou bronziadas com forma humana, que flutuavam no incêndio levadas pelas chamas que d’elas mesmas saiam, juntamente com nuvens de fumo, caindo para todos os lados, semelhante ao cair das faulhas em os grandes incêndios sem peso nem equilíbrio, entre gritos e gemidos de dôr e desespero que horrorizava e fazia estremecer de pavor. Os demónios destinguiam-se por formas horríveis e ascrosas de animais espantosos e desconhecidos, mas transparentes e negros. Esta vista foi um momento, e graças à nossa bôa Mãe do Céu; que antes nos tinha prevenido com a promeça de nos levar para o Céu (na primeira aparição) se assim não fosse, creio que teríamos morrido de susto e pavor.

Em seguida, levantámos os olhos para Nossa Senhora que nos disse com bondade e tristeza:

— Vistes o inferno, para onde vão as almas dos pobres pecadores, para as salvar, Deus quer establecer no mundo a devoção a meu Imaculado Coração. Se fizerem o que eu disser salvar-se-ão muitas almas e terão paz. A guerra vai acabar, mas se não deixarem de ofender a Deus, no reinado de Pio XI começará outra peor. Quando virdes uma noite, alumiada por uma luz desconhecida, sabei que é o grande sinal que Deus vos dá de que vai a punir o mundo de seus crimes, por meio da guerra, da fome e de perseguições à Igreja e ao Santo Padre. Para a impedir virei pedir a consagração da Rússia a meu Imaculado Coração e a comunhão reparadora nos primeiros sábados. Se atenderem a meus pedidos, a Rússia se converterá e terão paz, se não, espalhará seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja, os bons serão martirizados, o Santo Padre terá muito que sufrer, várias nações serão aniquiladas, por fim o meu Imaculado Coração triunfará. O Santo Padre consagrar-me-á a Rússia, que se converterá, e será consedido ao mundo algum tempo de paz ››.

Redacção feita pela Irmã Lúcia na “Terceira Memória”, de 31 de agosto de 1941, destinada ao Bispo de Leiria-Fátima.

Santo Terço meditado segundo S. Luiz de Montfort

Aplicativo Boa Nova – Bíblia Católica

Cúpula do PT acha religião perigosa


Sabe aquele petista que ganhou programa na Canção Nova, e depois foi retirado repentinamente do ar após pressões de vários católicos? Não sabe!? Veja aqui.

Pois é, ele afirmou que:

A religião não pode ir para o embate político, isso é muito ruim, muito perigoso. Não devemos instigar a disputa religiosa em processo eleitoral

 Curioso, não? Por que será que o PT tem tanto medo da religião? Seria porque seus valores e princípios batem de frente com a maioria dos valores religiosos da população?

E você cidadão, vai deixar o PT fazer com que sua religião seja perseguida, ofendida e escondida debaixo do seu “foro íntimo e pessoal“. Por que seria um “retrocesso democrático” falar de religião na opinião do ex-quase-apresentador da Canção Nova – a maior rede católica de televisão do país- hein?

Resposta a um comentário sobre oração em linguas


Rodrigo diz:
27/01/2010 às 1:00 am

Prezado Moises,

Conforme respostas anteriores pudi perceber que há uma certa revolta em não aceitar o dom de Línguas, que de fato é o menor dos dons.
Em Atos dos Apóstolos 19,1-8, Paulo percebe que aquele povo tinha necessidade de ser batizado no Espírito Santo. Eram pessoas boas, queriam acertar, mas lhes faltava o Espírito Santo. Paulo explicou isso a eles, impôs-lhes as mãos e sobre eles desceu a terceira Pessoa da Trindade. Começaram, a partir daí, a falar em línguas e a profetizar.
Quando nos falta palavras de adoração, oração e louvor ao nosso Deus devemos pedir que o Espírito Santo venha em nosso auxílio para que ele possa orar em nós, para que possa falar por nós, tudo aquilo que que já não conseguimos expressar para Deus em palavras, com isso na oração em línguas é o Espírito Santo que vem em soccorro a nossa fraqueza, pois com certeza Ele sabe o que é bom para nós e para nossa família, Ele já conhece a nossa dor e nossas alegrias.

Está na hora de deixarmos os preconceitos e a indgnação de lado, pois o mundo precisa de um novo pentencostes, a todo momento.

Moises observei que você enfantizou um pouco a questão de entender e/ou interpretar o que se fala ao orar em línguas, em Rm 8,26
“O Espírito vem em auxílio à nossa fraqueza; porque não sabemos pedir, nem orar como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inefáveis”

Enfim, a oração em línguas é o cumprimento da palavra: “falarão novas línguas” (Mc 16,17b), que o próprio Senhor Jesus proferiu aos onze discípulos após ressuscitar.

Amado uma coisa é certa, podemos perceber que o dom de línguas é plenamente uma inspiração dada pelo Espírito Santo. É uma forma de chegarmos a Deus, pois para orarmos e louvarmos em línguas é preciso que estejamos abertos a ação do Espírito Santo.

Fique com a paz do Nosso Senhor Jesus Cristo e não se limite para ação do Espírito Santo em sua vida, e em todos os momentos de sua vida em que não terás forças ou até mesmo palavras para louvar e bendizer ao nosso Deus, experimente essas força do alto, pois QUANDO O ESPÍRITO SANTO DE DEUS AGE, ELE SURPREENDE.

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Moisés Gomes diz:
29/01/2010 às 12:28 pm

Prezado Rodrigo, a paz de Jesus e o amor de Maria.

Não, eu não me revolto com o verdadeiro falar em línguas, ocorrido em Pentecostes, onde todos os que estavam naquele acontecimento compreendiam o que os Apóstolos falavam.

Este dom caro Rodrigo é extraordinário, e não ordinário como o falso dom da RCC e que ninguém entende nada.

Rodrigo, para que o Espírito Santo interceda por nós junto a Deus não se faz necessário que Ele o faça em nosso ser, e grunhindo línguas ininteligíveis. Não. Deus se revela ao homem através de sua razão, e Deus não fere a nossa razão.

O que São Paulo diz na passagem citada (Rm8, 26) é que o Espírito Santo intercede junto ao Pai (pois Ele é o Nosso Advogado) por coisas que nem nós sabemos pedir, necessidades que nem nós sabemos que temos. Mas isto é um colóquio entre Duas Pessoas da Santíssima Trindade, não um punhado de gemidos ininteligíveis que nem Deus entende.
Ou seja, estes “gemidos inexprimíveis” (e não ininteligíveis) não são os “gemidos espremidos” (e ininteligíveis) praticados nas seitas neopentecostais, como na RCC, e sim um diálogo eterno e infinito entre o Espírito Santo e Deus Pai. Grunhidos ininteligíveis são sinais sim de possessão demoníaca (ou safadeza e fingimento mesmo) e não presença do Santo Espírito.

Recomendo-lhe a leitura destes post’s:
De: Bento XVI Para: os que oram em línguas ININTELIGÍVEIS
Enciclopédia Canção Nova x Bíblia: com quem ficar?
De: Papa S. Gregório/Para: RCC
Os Pais da Igreja também ensinam
Para a RCC: Falar em línguas hoje – é de Deus?

PSL Cedro

Deus acima de tudo e Cedro para todos!

FSSPX - Portugal

Tudo por amor a Jesus Cristo, Nosso Senhor.

O Legado d'O Andarilho

opiniões, considerações políticas e religiosas.

Roberta Acopiara's Blog

Just another WordPress.com weblog

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

pregarevangelho

Só mais um site WordPress.com

:.:Paródias da Professora Décia:.:

Paródias de uma professora cedrense!

Fratres in Unum.com

Ecce quam bonum et quam jucundum habitare fratres in unum.

Compartilhar é preciso.

Sinta-se livre para conhecer, aprender e compartilhar

§|Olhar Católico|§

Um Olhar Católico sobre o mundo!

Pacientes na tribulação

Apologética católica

Grupo S. Domingos de Gusmão

Fiéis Católicos de Maringá

Missa Tridentina em Brasília

Santa Missa no Rito Romano Tradicional

Vida, dom de Deus

Gratiam tuam, quaesumus, Domine, mentibus nostri infunde; ut qui, angelo nuntiante, Christi Filii tui encarnationem cognovimus, per Passionem eius et Crucem, ad Resurrectionis gloriam perducamur. Per eumdem Christum Dominum nostrum. Amen.

%d blogueiros gostam disto: