Campanhas Abortistas Mundiais Exploram Trágica Morte na Irlanda


Fonte:  C-FAM

Stefano Gennarini, J.D.
NOVA IORQUE, 23 de novembro (C-FAM) Grupos pró-vida irlandeses estão assombrados com o dilúvio de pressões que está jorrando sobre a Irlanda para mudar suas leis de aborto depois da morte trágica de Savita Halappanavar de uma complicação de aborto espontâneo em 28 de outubro no Hospital Universitário Galway.

Apesar da escassez de informações em torno da morte de Savita, os meios de comunicação e os ativistas de aborto estão culpando as leis que proíbem o aborto e até a Igreja Católica pela morte dela, apoiando-se em relatos emocionais de Praveen, o marido de Savita. A tribulação do casal indiano teve publicidade no jornal Irish Times de 14 de novembro depois que Kitty Holland do Irish Times fez contato com Praveen em 8 de novembro.

Praveen disse para o Irish Times que sua esposa solicitou e foi-lhe negado um aborto provocado durante o aborto espontâneo que levou à morte dela depois que ela contraiu septicemia e a bactéria E. Coli. O aborto espontâneo durou quatro dias. O casal foi, ao que se alega, orientado pelos médicos que não poderia haver indução ao aborto enquanto o bebê em gestação tivesse batida de coração.

Grupos pró-vida irlandeses estão assombrados com o modo como a morte de Savita foi explorada por defensores do aborto e meios de comunicação. Patrick Carr, consultor bioético na organização Vida e Família, disse ao Friday Fax que se os fatos ocorreram conforme foram noticiados no Irish Times, a solicitação de Savita de ter uma indução prematura logo que o aborto espontâneo havia começado não devia ter sido negada. As normas do Conselho Médico da Irlanda não excluem uma terminação da gravidez nessas circunstâncias.

Duas investigações sobre a tragédia estão ainda em andamento, e nenhum resultado foi publicado. Holland, um renomado defensor do aborto na Irlanda, admite que a morte de Savita pode não ter sido causada pelas leis de aborto irlandesas. Sir Sabaratnam Arulkumaran é o principal investigador do governo. Ele é conhecido por exortar países a considerar legalizar o aborto em vista dos riscos que os abortos legais representam para as mulheres.

O jornal Irish Independent descobriu uma trama de defensores do aborto para explorar a morte de Savita. Os defensores do aborto estavam cientes do caso de Savita três dias antes que saiu no Irish Times, e consequentemente eles se organizaram, fazendo comícios que foram noticiados nos meios de comunicação como “espontâneos”, e divulgando declarações condenando as leis de aborto da Irlanda.

O Observatório de Direitos Humanos, o Centro de Direitos Reprodutivos e outros grupos internacionais aproveitaram a ocasião para apresentar o aborto como um direito humano, apesar do fato de que não existe nenhum consenso sobre tal direito nas leis internacionais.

Na esfera política, a Índia mobilizou seu aparato diplomático e transmitiu mensagens a Irlanda indicando que esperava que isso jamais ocorreria de novo. Salman Khurshid, primeiro-ministro da Índia, menosprezou as leis da Irlanda como “enraizadas na religião” numa entrevista de televisão.

Aqueles que levantam questionamentos sobre as práticas médicas irlandesas em relação à saúde materna enfrentam uma batalha difícil. A Irlanda tem sistematicamente sido classificada como um dos melhores países do mundo no fornecimento de assistência de saúde materna por mais de trinta anos.

As chances de Savita eram melhores na Irlanda do que em outros países. Os dados mais recentes da OMS (2010) indicam que de cada 100.000 mulheres, apenas 6 morrem na Irlanda como consequência de complicações relativas à gravidez. Isso representa metade das mulheres que morrem na Inglaterra (12), um terço a menos do que nos EUA (21), e trinta e três vezes menos do que na Índia (200), todos os países em que o aborto é legal.

Tradução: Julio Severo

Anúncios
Publicado em Aborto. Tags: . Leave a Comment »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

FSSPX - Portugal

Tudo por amor a Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Movimento Magistrados para a Justiça

"Uma visão conservadora de temas relacionados ao Direito"

O Legado d'O Andarilho

opiniões, considerações políticas e religiosas.

Roberta Acopiara's Blog

Just another WordPress.com weblog

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

pregarevangelho

Só mais um site WordPress.com

:.:Paródias da Professora Décia:.:

Paródias de uma professora cedrense!

Fratres in Unum.com

Ecce quam bonum et quam jucundum habitare fratres in unum.

Compartilhar é preciso.

Sinta-se livre para conhecer, aprender e compartilhar

§|Olhar Católico|§

Um Olhar Católico sobre o mundo!

Pacientes na tribulação

Apologética católica

Grupo S. Domingos de Gusmão

Fiéis Católicos de Maringá

Missa Tridentina em Brasília

Santa Missa no Rito Romano Tradicional

Vida, dom de Deus

Gratiam tuam, quaesumus, Domine, mentibus nostri infunde; ut qui, angelo nuntiante, Christi Filii tui encarnationem cognovimus, per Passionem eius et Crucem, ad Resurrectionis gloriam perducamur. Per eumdem Christum Dominum nostrum. Amen.

%d blogueiros gostam disto: