Política: Bolsonaro se firma com 1/4 de intenções de votos para presidente.


 16.ago.2017 (quarta-feira) – 5h00 atualizado: 16.ago.2017 (quarta-feira) – 7h22

A pesquisa DataPoder360 indica que se a disputa pelo Palácio do Planalto fosse hoje e Luiz Inácio Lula da Silva (PT), 71 anos, não disputasse, o maior beneficiado seria o deputado federal Jair Bolsonaro (RJ), 62 anos –de saída do PSC para filiar-se ao PEN, que deve mudar o nome para Patriota.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ)Antonio Cruz/Agência Brasil-Valter Campanato/Agência Brasil

Com Lula no páreo, a corrida presidencial segue estável. O petista está consolidado e até mostrou 1 avanço, pontuando em agosto 31% e 32%, nos 2 cenários testados. Em julho, antes da sentença do juiz federal Sérgio Moro(responsável pela Lava Jato em 1ª Instância), Lula tinha 23% e 26%. A pena imposta pelo magistrado e a maior exposição pública parecem ter feito bem ao petista.

O fato incontestável deste momento é que Lula é o único pré-candidato que certamente iria para o 2º turno se a disputa fosse agora. A propósito desse fato, há que ser considerada a pendência judicial do petista: ele é réu em 5 processos e já foi condenado por Moro a 9 anos de prisão. O petista recorre em liberdade.

Embora as variações fiquem próximas da margem de erro máxima da pesquisa, é nítido que Lula está com 1 eleitorado cristalizado na faixa que vai de 25% a 30%, quando se observam os percentuais obtidos pelo petista desde abril –mês em que o DataPoder360 começou a fazer seus levantamentos mensais.

A pesquisa do DataPoder360 foi realizada por telefone (com ligações para aparelhos fixos e celulares) de 12 a 14 de agosto. Foram feitas 2.088 entrevistas em 197 cidades. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. Ou seja, 1 candidato com 25% está na faixa de 22% a 28%, aproximadamente.

Em alguns cenários, o total dos percentuais pode não ser 100% por causa do arredondamento dos resultados. Leia todos os estudos anteriores aqui.

BOLSONARO, DORIA E ALCKMIN

O deputado conservador pelo Rio de Janeiro pontua 18% e 25% quando Lula está entre os pré-candidatos. Se o petista sai da disputa, Jair Bolsonaro fica estável com 25% a 27%, quando os adversários do PSDB são João Doria, 59 anos, e Geraldo Alckmin, 64, respectivamente.

Quando o pré-candidato pelo PSDB é o prefeito de São Paulo, o líder Bolsonaro tem 25%. Na sequência, forma-se uma escada entre os que estão em 2º lugar, todos embolados na margem de erro da pesquisa. Mas o tucano Doria está numericamente à frente, com 12%. Depois, Ciro Gomes (PDT), 59 anos, com 9%. Marina Silva (Rede), 59, marca 6%. O lanterna é Fernando Haddad (PT), 54 anos, com 5%.

No outro cenário, com o governador paulista sendo o pré-candidato tucano, Bolsonaro vai a 27%. Já Alckmin registra 9% (3 pontos percentuais a menos do que Doria, exatamente no limite da margem de erro). Ciro e Marina ficam com 8% cada 1. E Haddad marca só 3%.

É importante notar que as pesquisas do DataPoder360 têm demonstrado que há 3 pré-candidatos aparentemente mais competitivos até agora, todos quase sempre pontuando numericamente acima de 10%: Lula (o líder disparado), Bolsonaro (o 2º colocado, em alta na evolução das pesquisas) e Doria (na faixa 1 pouco acima de 10%).

Todos os demais pré-candidatos ainda lutam para sair de uma espécie de lanterna embolada, na faixa de 5% –levemente acima ou abaixo desse patamar.

Anúncios

Política: de uma tacada só, senadora de extrema-esquerda e presidente do PT investigada pela PF rejeita duas sugestões legislativas do povo brasileiro.


A senadora de extrema-esquerda investigada pela Polícia Federal, ré na Lava-Jato e atual presidente do Partido dos Trabalhadores, a senadora Gleisi Hoffman, foi designada como relatora de duas Sugestões Legislativas no mínimo polêmicas.

gleisi-hoffmann-mais-conhecida-como-a-amante-na-lista-de-fachin-diz-que-lava-jato-c3a9-ameac3a7a-1-364x205

A primeira é a SUG0007/2017 que torna a falsa acusação de estupro crime hediondo e inafiançável. Apesar de no seu relatório a senadora reconhecer que crime hediondo é uma “conduta delituosa revestida de excepcional gravidade” e que quem o pratica “revela amplo desprezo pela vítima e mostra-se insensível ao sofrimento físico ou moral a que a submete“, ignorando os que sofrem nos presídios aqueles que são acusados de estupro, falsamente ou não, a senadora arremata que lhe “parece excessivo (a falsa acusação de estrupro) qualificá-la como conduta hedionda, especialmente considerando que não envolve violência“, rejeitando, portanto, tal sugestão.

jair_bolsonaro_bandeira_nacional_hino_mao_peito

A segunda é a SUG0011/2017 que anistia o deputado federal, pre-candidato à presidência da República, representante de maior destaque da direita e dos valores conservadores, como a ética, moral e honestidade na politica, e que já figura em alguns estados como o primeiro em intenções de votos, Jair Messias Bolsonaro (desbancando inclusive o presidente de honra do partido da senadora em questão, o Lula que também é réu em pelo menos cinco processos – e, recentemente também no mensalão). O deputado Jair Bolsonaro sofre ação no STF por ter cometido o suposto “crime” de afirmar que uma mulher não merece ser estuprada ao ser acusado primeiro por esta mesma mulher de ser um estuprador. A mulher em questão é a colega de partido da senadora, a conhecida defensora de “direitos humanos” de estupradores, Maria do Rosário. Como era de se esperar, a senadora também rejeitou esta sugestão do povo brasileiro.

Agora as duas sugestões devem entrar em pauta na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa para terem seus respectivos pareceres apreciados pelos senadores que a compõem.

De Chesterton para Lula

José Dirceu & Lula

Publicado em Política, Vídeos. Tags: , . Leave a Comment »

Sobre 16 de agosto…

Sobre 12 de abril

O Senhor do seu Anel – Post GENIAL(!!!!) do Frei Clemente Rojão.


1. Sauron seria o Lula. Ele parecia que está sumido, mas está sempre ligado ao Anel do Poder e maquinando as forças do Mal. O velho Morgul é Getúlio Vargas. Apesar de morto há eras, forneceu o modelo estatal-ditatorial-personalista estilo “Pai dos Pobres” que o Sauron de nove dedos apenas aperfeiçoou e busca ser o sucessor espiritual.
2. Mordor é Cuba. A cidadela humana tomada pelas trevas que se tornou Minas Morgul é a Venezuela. O Foro de São Paulo/UNASUL é a torre de Barad-Dur, onde o olho de Sauron espera voltar a se materializar com sua vitória definitiva.
3. Os orcs são os petistas. Os ogros são o MST. Os trolls são os sindicatos, que são petrificados pela luz da verdade.
3b. Mercadante, Suplicy, et caterva são aqueles chefes orcs que muito rugem mas na hora da batalha perdem até para os hobbits.
4. Os globins seriam o PSOL, a linha auxiliar dos orcs. E tem uma atração especial pela riqueza dos anões (ver abaixo)
5. O Anel do Poder é o governo federal. Um anel para a todos dominar. “My precious”. E Lula Sauron só pensa em obtê-lo de volta. Transtorna e corrompe todos que se envolvem com ele. E é fonte inesgotável de tentação.
5b. José Dirceu é Gollum. Ele foi quem pensou ser o herdeiro definitivo do Anel do Poder, que o usou, exilou, consumiu e transformou numa criatura patética e problemática, uma sombra de si mesmo. (A história ainda está para ser contada se este Gollum vai em sua independência ser fundamental para banir de vez Sauron.)
6. Os elfos são o PSDB, que já tiveram o anel, mas são arrogantes o bastante para não se envolver com outras raças e estão em decadência. Preferem se entrincheirar nas florestas encantadas de São Paulo e Paraná, mas sofrem tendo sido destruído o reino elfo encantado de Minas Gerais. Ainda assim não descem do salto. A arrogância de FHC é digna de um rei dos elfos… São Paulo é Lothorien onde Alckmin flana seguro feito uma Galadriel. O paraná é Rivendell, onde a pouca resistência contra Mordor se reúne. E Minas Gerais era a floresta de Mirkwood, mas que já caiu para as trevas do necromante Pimentel de Don Guldur, uma das manifestações de Sauron.
7. Os humanos são o PMDB: Eles já foram fortes no passado, mas estão divididos e falta um rei. São eles que desequilibram a balança entre elfos e orcs. Muitos foram seduzidos pelo Anel do poder e forneceram os Nazgul como escravos sem alma de Sauron e seu anel (Renan Calheiros antes da rebelião, Michel Temer, Romero Jucá, Cabral, Paes).
7b. A ditadura militar era o reino de Númenor. Outrora próspera, foi corroída por dentro por Sauron e asseclas vermelhos. O Sauron-Lula como nova esquerda sindical fingiu que ajudava Númenor-Militares enquanto entregava a velha esquerda, mas também enfraquecia ideologicamente o governo. Quando Númenor caiu em 1985, o caos permitiu a lenta porém contínua tomada de poder de Sauron e Mordor anos depois. Os elfos e humanos fracassaram totalmente em manter a ordem na Terra Média.
8. Os anões são os empresários. Eles pensam que podem contemporizar com Sauron e viverem tranquilos cavando suas riquezas. Mas as vezes desenterram demônios e atraem dragões que são aliados tácitos de Sauron. Joaquim Levy é o Balrog tributário e as empreiteiras são o Smaug da cartelização. Alguns reis anões também ganharam anéis de Sauron (BNDES), como Eike Batista e a família JBS. No final os anões sempre perdem toda sua riqueza. Já dizia Lênin: “os burgueses te vendem a corda com a qual serão enforcados”
9. Não há o guardião Gandalf: Quer dizer, havia, mas morreu num acidente de helicóptero faz tempo…
Who cares?
9b. A banda boa do Ministério Público, Justiça e Polícia Federal é o reino de Gondor. São valorosos, bem intencionados e estão na linha de frente contra Mordor e as trevas. Mas não tem líder e sozinhos não são páreo contra os orcs unidos. E os elfos não estão nem ai…
10. Os outros Nazgul foram recrutados entre PROS, PSD, PDT, etc (Katia Abreu, Kassab, os irmãos Ciro, Afif, Cristovam Buarque). Também eram reis em suas terras, mas o Anel do Poder roubou suas almas com seus sub-anéis, ie, os ministérios.
11. Dilma é como Saruman (com muito – mas muito menos – inteligência): Originalmente no PDT era contra a linha petista, ai se converteu e os auxiliou. Mas ela poe os pés pelas mãos e vai terminar exilada e na prática só prejudicando mesmo o reino dos hobbits. Preocupado em se safar, Sauron não irá em auxílio de Saruman na desgraça. O Palácio do Planalto é a torre de Orthanc: Quer parecer independente mas na verdade é um testa-de-ferro de Mordor e Barad-Dur.
12. Finalmente os hobbits são aqueles brasileiros sossegados que pensam que nada disso os afeta e só querem pensar em comer e dormir. São os hobbits que aguentam nas costas todo o peso tributário de carregar o Anel do Poder que é o governo federal. Os hobbits vão se lascar mais cedo ou mais tarde nas mãos de Sauron e seus orcs. Mas são os únicos que podem destruir este Anel federal, digo, do Mal.
FSSPX - Portugal

Tudo por amor a Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Movimento Magistrados para a Justiça

"Uma visão conservadora de temas relacionados ao Direito"

O Legado d'O Andarilho

opiniões, considerações políticas e religiosas.

Roberta Acopiara's Blog

Just another WordPress.com weblog

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

pregarevangelho

Só mais um site WordPress.com

:.:Paródias da Professora Décia:.:

Paródias de uma professora cedrense!

Fratres in Unum.com

Ecce quam bonum et quam jucundum habitare fratres in unum.

Compartilhar é preciso.

Sinta-se livre para conhecer, aprender e compartilhar

§|Olhar Católico|§

Um Olhar Católico sobre o mundo!

Pacientes na tribulação

Apologética católica

Grupo S. Domingos de Gusmão

Fiéis Católicos de Maringá

Missa Tridentina em Brasília

Santa Missa no Rito Romano Tradicional

Vida, dom de Deus

Gratiam tuam, quaesumus, Domine, mentibus nostri infunde; ut qui, angelo nuntiante, Christi Filii tui encarnationem cognovimus, per Passionem eius et Crucem, ad Resurrectionis gloriam perducamur. Per eumdem Christum Dominum nostrum. Amen.

%d blogueiros gostam disto: