O Senhor do seu Anel – Post GENIAL(!!!!) do Frei Clemente Rojão.


1. Sauron seria o Lula. Ele parecia que está sumido, mas está sempre ligado ao Anel do Poder e maquinando as forças do Mal. O velho Morgul é Getúlio Vargas. Apesar de morto há eras, forneceu o modelo estatal-ditatorial-personalista estilo “Pai dos Pobres” que o Sauron de nove dedos apenas aperfeiçoou e busca ser o sucessor espiritual.
2. Mordor é Cuba. A cidadela humana tomada pelas trevas que se tornou Minas Morgul é a Venezuela. O Foro de São Paulo/UNASUL é a torre de Barad-Dur, onde o olho de Sauron espera voltar a se materializar com sua vitória definitiva.
3. Os orcs são os petistas. Os ogros são o MST. Os trolls são os sindicatos, que são petrificados pela luz da verdade.
3b. Mercadante, Suplicy, et caterva são aqueles chefes orcs que muito rugem mas na hora da batalha perdem até para os hobbits.
4. Os globins seriam o PSOL, a linha auxiliar dos orcs. E tem uma atração especial pela riqueza dos anões (ver abaixo)
5. O Anel do Poder é o governo federal. Um anel para a todos dominar. “My precious”. E Lula Sauron só pensa em obtê-lo de volta. Transtorna e corrompe todos que se envolvem com ele. E é fonte inesgotável de tentação.
5b. José Dirceu é Gollum. Ele foi quem pensou ser o herdeiro definitivo do Anel do Poder, que o usou, exilou, consumiu e transformou numa criatura patética e problemática, uma sombra de si mesmo. (A história ainda está para ser contada se este Gollum vai em sua independência ser fundamental para banir de vez Sauron.)
6. Os elfos são o PSDB, que já tiveram o anel, mas são arrogantes o bastante para não se envolver com outras raças e estão em decadência. Preferem se entrincheirar nas florestas encantadas de São Paulo e Paraná, mas sofrem tendo sido destruído o reino elfo encantado de Minas Gerais. Ainda assim não descem do salto. A arrogância de FHC é digna de um rei dos elfos… São Paulo é Lothorien onde Alckmin flana seguro feito uma Galadriel. O paraná é Rivendell, onde a pouca resistência contra Mordor se reúne. E Minas Gerais era a floresta de Mirkwood, mas que já caiu para as trevas do necromante Pimentel de Don Guldur, uma das manifestações de Sauron.
7. Os humanos são o PMDB: Eles já foram fortes no passado, mas estão divididos e falta um rei. São eles que desequilibram a balança entre elfos e orcs. Muitos foram seduzidos pelo Anel do poder e forneceram os Nazgul como escravos sem alma de Sauron e seu anel (Renan Calheiros antes da rebelião, Michel Temer, Romero Jucá, Cabral, Paes).
7b. A ditadura militar era o reino de Númenor. Outrora próspera, foi corroída por dentro por Sauron e asseclas vermelhos. O Sauron-Lula como nova esquerda sindical fingiu que ajudava Númenor-Militares enquanto entregava a velha esquerda, mas também enfraquecia ideologicamente o governo. Quando Númenor caiu em 1985, o caos permitiu a lenta porém contínua tomada de poder de Sauron e Mordor anos depois. Os elfos e humanos fracassaram totalmente em manter a ordem na Terra Média.
8. Os anões são os empresários. Eles pensam que podem contemporizar com Sauron e viverem tranquilos cavando suas riquezas. Mas as vezes desenterram demônios e atraem dragões que são aliados tácitos de Sauron. Joaquim Levy é o Balrog tributário e as empreiteiras são o Smaug da cartelização. Alguns reis anões também ganharam anéis de Sauron (BNDES), como Eike Batista e a família JBS. No final os anões sempre perdem toda sua riqueza. Já dizia Lênin: “os burgueses te vendem a corda com a qual serão enforcados”
9. Não há o guardião Gandalf: Quer dizer, havia, mas morreu num acidente de helicóptero faz tempo…
Who cares?
9b. A banda boa do Ministério Público, Justiça e Polícia Federal é o reino de Gondor. São valorosos, bem intencionados e estão na linha de frente contra Mordor e as trevas. Mas não tem líder e sozinhos não são páreo contra os orcs unidos. E os elfos não estão nem ai…
10. Os outros Nazgul foram recrutados entre PROS, PSD, PDT, etc (Katia Abreu, Kassab, os irmãos Ciro, Afif, Cristovam Buarque). Também eram reis em suas terras, mas o Anel do Poder roubou suas almas com seus sub-anéis, ie, os ministérios.
11. Dilma é como Saruman (com muito – mas muito menos – inteligência): Originalmente no PDT era contra a linha petista, ai se converteu e os auxiliou. Mas ela poe os pés pelas mãos e vai terminar exilada e na prática só prejudicando mesmo o reino dos hobbits. Preocupado em se safar, Sauron não irá em auxílio de Saruman na desgraça. O Palácio do Planalto é a torre de Orthanc: Quer parecer independente mas na verdade é um testa-de-ferro de Mordor e Barad-Dur.
12. Finalmente os hobbits são aqueles brasileiros sossegados que pensam que nada disso os afeta e só querem pensar em comer e dormir. São os hobbits que aguentam nas costas todo o peso tributário de carregar o Anel do Poder que é o governo federal. Os hobbits vão se lascar mais cedo ou mais tarde nas mãos de Sauron e seus orcs. Mas são os únicos que podem destruir este Anel federal, digo, do Mal.

Sobre 15 de março

Frei Rojão: achamentos petralhas


Gabriel Chalita encontrou utopia em Maquiavel

Tarso Genro encontrou um coração em Lênin
Fernando Haddad encontrou competitividade na União Soviética
Celso Garcia encontrou democracia no Irã
Antônio Patriota encontrou respeito aos direitos humanos em Cuba
Lula encontrou um homem probo e diferenciado em José Sarney
José Dirceu encontrou republicanismo no Mensalão
Luis Eduardo Greenhalgh encontrou um humanista em Césare Battisti
Eleonora Menecucci encontrou beleza no aborto
Tarso Genro, de novo, encontrou poesia no onanismo
Gilberto Carvalho encontrou crime comum no assassinato de Celso Daniel
Luis Eduardo Cardoso encontrou concessões na privataria petista dos aeroportos
Guido Mantega encontrou crescimento na inflação em alta
Gomes Temporão encontrou eficiência no SUS
Os petistas encontram muitas coisas estranhas onde não se espera
Só não encontram ainda um cérebro na presidente Dilma

***
PS- Você é petralha e não gostou? Vai chorar no colo do Frei Betto!!!

Publicado em Política. Tags: , . Leave a Comment »

Mudando de idéias; ou: Tal pai… tal mãe!


Que vosso sim, seja sim; que vosso não, seja não. Assim não caireis ao golpe do julgamento. (Tg5, 12)

Tal pai…

 

… Tal mãe:

Dizei somente: Sim, se é sim; não, se é não. Tudo o que passa além disto vem do Maligno (Mt5, 37)

 

Com quem você fica? Não seja BURRO seu católico!

Será que eu sou profeta?


Estava vasculhando uns post’s antigos, e encontrei este aqui com um vídeo de um molusco.

Reparem só no que escrevi antes do vídeo! Será que o dom da profecia que recebi em um batismo no espírito santo na renovação carismática católica/protestante ainda está funcionando! Tal vez eu ainda consiga orar em línguas também 🙂

Brincadeiras a parte, não é profecia não. É evidência mesmo. É o óbvio!

Ludibriando os católicos


Olavo de Carvalho

Diário do Comércio, 18 de outubro de 2010

"Não espanta que a própria entidade que personifica esse catolicismo ante o público seja, ela própria, uma fraude publicitária: a CNBB fala em nome da Igreja e posa, ante os fiéis, como expressão suma da autoridade eclesiástica, mas não é sequer uma entidade da Igreja, é uma simples sociedade civil sem lugar nem função na hierarquia católica. Os bispos, individualmente, têm autoridade para falar em nome da Igreja. A CNBB, não."

Ao ver que ia perdendo o apoio da Igreja à sua protegida Dilma Roussef, cujo abortismo radical e persistente nem os desmentidos de última hora, nem as abjetas e blasfematórias encenações de fé católica da candidata puderam camuflar, o sr. Presidente da República, em desespero, decidiu recorrer ao crime eleitoral explícito: usando o Estado como instrumento de chantagem, ameaçou romper a concordata do governo brasileiro com o Vaticano caso o eleitorado católico se recuse a continuar sendo otário do PT, como o foi servilmente durante tantas décadas por obra e graça de comunistas vestidos de bispos.

O próprio Lula, algum tempo atrás, reconheceu que devia sua carreira política ao eleitorado católico, que aqueles bispos e a mídia cúmplice haviam logrado enganar cinicamente, encobrindo o programa comunista e abortista do PT com a imagem beatificada e perfumada de “Lulinha Paz e Amor”.

O fim da farsa, embora tardio e parcial, não só privou Dilma Roussef da anunciada vitória no primeiro turno, mas serviu para desmascarar a autoridade religiosa postiça de tantos sacerdotes e prelados que só entraram na carreira eclesiástica para aí realizar o programa estratégico de Antonio Gramsci: esvaziar a Igreja de todo o seu conteúdo espiritual e usá-la como dócil instrumento da política comunista. A Teologia da Libertação é o braço mais ativo desse programa e, como ninguém ignora, o catolicismo de Lula – e do PT em geral – é o da Teologia da Libertação. Não o de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Não deixa de ser útil lembrar que a Igreja, desde sua fundação, teve de lutar menos contra os seus inimigos ostensivos do que contra os seus falsificadores. Tal é, aliás, a definição de “heresia”, palavra que hoje tantos usam sem conhecer-lhe o significado: não qualquer doutrina anticatólica, ou não católica, e sim a falsa doutrina católica oferecida indevidamente em nome da Igreja. Lembrem-se disso quando algum professorzinho aparecer alardeando que a Igreja “perseguia doutrinas adversas”. Heresia não é divergência de idéias, é crime de fraude. Da Antigüidade até hoje, gnósticos, arianistas etutti quanti jamais hesitaram em fingir-se de católicos para vender, sob roupagem inocente, as idéias mais opostas e hostis aos ensinamentos de Cristo. Com freqüência, obtiveram nesse empreendimento sucessos espetaculares, embora passageiros. Ainda no século XIX praticamente todos os seminários da França e da Alemanha ensinavam, com o nome de teologia católica, uma pasta confusa de idéias cartesianas, iluministas e românticas, na qual os jovens aprendizes, iludidos pelos prestígios intelectuais do dia, não enxergavam nada de maligno. Foi só a decisiva intervenção do Papa Leão XIII que acabou com a palhaçada, mediante a bula “Aeterni Patris” (1879), que restaurou o ensino da teologia católica tradicional. Se quiserem uma boa resenha desses fatos, leiam a obra em quatro volumes de Etienne Couvert, “De la Gnose à l’Ecumenisme” (Éditions de Chiré, 1989).

No século XX, à medida que o movimento neotomista inaugurado por Leão XIII reconquistava o prestígio intelectual da Igreja, os eternos falsários abdicaram temporariamente da propaganda aberta e voltaram-se, em massa, para a estratégia da infiltração discreta, praticada em escala industrial a partir da década de 30 graças à iniciativa da KGB (leiam o depoimento de Bella Dodd em “School of Darkness”: há cópias circulando pela internet). Foi só em 1963, no Concílio Vaticano II, que, sentindo-se protegidos pela atmosfera de mudança, voltaram a vender impunemente, ao público geral, seus simulacros de cristianismo.

A fundação do PT e toda a sua carreira de crimes inigualáveis não foram senão a extensão remota desses fatos a um país periférico. O PT sempre foi a encarnação viva de um catolicismo de fancaria, concebido para ludibriar os fiéis e induzi-los a trabalhar pelo avanço do comunismo.

Não espanta que a própria entidade que personifica esse catolicismo ante o público seja, ela própria, uma fraude publicitária: a CNBB fala em nome da Igreja e posa, ante os fiéis, como expressão suma da autoridade eclesiástica, mas não é sequer uma entidade da Igreja, é uma simples sociedade civil sem lugar nem função na hierarquia católica. Os bispos, individualmente, têm autoridade para falar em nome da Igreja. A CNBB, não. Quando a CNBB repreende um bispo, ela falsifica e inverte a hierarquia. Está na hora de os fiéis, em massa, tomarem consciência disso.

Apelo a todos os brasileiros e brasileiras


Nós, participantes do 2º Encontro das Comissões Diocesanas em Defesa da Vida (CDDVs), organizado pela Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB e realizado em S. André no dia 03 de julho de 2010,

considerando que, em abril de 2005, no IIº Relatório do Brasil sobre o Tratado de Direitos Civis e Políticos, apresentado ao Comitê de Direitos Humanos da ONU (nº 45) o governo Lula comprometeu-se a legalizar o aborto,

considerando que, em agosto de 2005, o governo Lula entregou ao Comitê da ONU para a Eliminação de todas as Formas de Descriminalização contra a Mulher (CEDAW) documento no qual reconhece o aborto como Direito Humano da Mulher,

considerando que, em setembro de 2005, através da Secretaria Especial de Polítíca das Mulheres, o governo Lula apresentou ao Congresso o PL 1135/91, como resultado do trabalho da Comissão Tripartite, no qual é proposta a descriminalização do aborto até o nono mês de gravidez e por qualquer motivo, pois com a eliminação de todos os artigos do Código Penal, que o criminalizam, o aborto, em todos os casos, deixaria de ser crime,

considerando que, em setembro de 2006, no plano de governo do 2º mandato do Presidente Lula, ele reafirma, embora com linguagem velada, o compromisso de legalizar o aborto,

considerando que, em setembro de 2007, no seu IIIº Congreso, o PT assumiu a descriminalização do aborto e o atendimento de todos os casos no serviço público como programa de partido, sendo o primeiro partido no Brasil a assumir este programa,

considerando que, em setembro de 2009, o PT puniu os dois deputados Luiz Bassuma e Henrique Afonso por serem contrários à legalização do aborto, considerando como, com todas estas decisões a favor do aborto, o PT e o governo Lula tornaram-se ativos colaboradores do Imperialismo Demográfico que está sendo imposto em nível mundial pelas Fundações Norte–americanas, as quais, sob o falacioso pretexto da defesa dos direitos reprodutivos e sexuais da mulher, e usando o falso rótulo de “aborto – problema de saúde pública”, estão implantando o controle demográfico mundial como moderna estratégia do capitalismo internacional,

considerando que, em fevereiro de 2010, o IVº Congresso Nacional do PT manifestou apoio incondicional ao 3º Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH3), decreto nª 7.037/09 de 21 de dezembro de 2009, assinado pelo Presidente Lula e pela ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, no qual se reafirmou a descriminalização do aborto, dando assim continuidade e levando às últimas consequências esta política antinatalista de controle populacional, desumana, antisocial e contrária ao verdadeiro progresso do nosso País, considerando que este mesmo Congresso aclamou a própria ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, como candidata oficial do Partido dos Trabalhadores para a Presidência da República,

considerando enfim que, em junho de 2010, para impedir a investigação das origens do financiamento por parte de organizações internacionais para a legalização e a promoção do aborto no Brasil, o PT e as lideranças partidárias da base aliada boicotaram a criação da CPI do aborto que investigaria o assunto,

recomendamos encarecidamente a todos os cidadãos e cidadãs brasileiros e brasileiras, em consonância com o art. 5º da Constituição Federal, que defende a inviolabilidade da vida humana e, conforme o Pacto de S. José da Costa Rica, desde a concepção, independentemente de sua convicções ideológicas ou religiosas, que, nas próximas eleições, deem seu voto somente a candidatos ou candidatas e partidos contrários à descriminalizacão do aborto e se, no segundo turno, a escolha for entre dois candidatos favoráveis ao aborto, que escolham o que mais defenda a vida desde a concepção até à morte natural.

Convidamos, outrossim, a todos para lerem o documento “Votar Bem” aprovado pela 73ª Assembléia dos Bispos do Regional Sul 1 da CNBB, reunidos em Aparecida no dia 29 de junho de 2010 e verificarem as provas do que acima foi exposto no texto “A contextualização da Defesa da Vida no Brasil”, elaborado pelas Comissões em Defesa da Vida das Dioceses de Guarulhos e Taubaté, ligadas à Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB, ambos disponíveis no site desse mesmo Regional.

PSL Cedro

Deus acima de tudo e Cedro para todos!

FSSPX - Portugal

Tudo por amor a Jesus Cristo, Nosso Senhor.

O Legado d'O Andarilho

opiniões, considerações políticas e religiosas.

Roberta Acopiara's Blog

Just another WordPress.com weblog

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

Blog do Curso Técnico em Informática do IFCE - Campus Iguatu

pregarevangelho

Só mais um site WordPress.com

:.:Paródias da Professora Décia:.:

Paródias de uma professora cedrense!

Fratres in Unum.com

Ecce quam bonum et quam jucundum habitare fratres in unum.

Compartilhar é preciso.

Sinta-se livre para conhecer, aprender e compartilhar

§|Olhar Católico|§

Um Olhar Católico sobre o mundo!

Pacientes na tribulação

Apologética católica

Grupo S. Domingos de Gusmão

Fiéis Católicos de Maringá

Missa Tridentina em Brasília

Santa Missa no Rito Romano Tradicional

Vida, dom de Deus

Gratiam tuam, quaesumus, Domine, mentibus nostri infunde; ut qui, angelo nuntiante, Christi Filii tui encarnationem cognovimus, per Passionem eius et Crucem, ad Resurrectionis gloriam perducamur. Per eumdem Christum Dominum nostrum. Amen.

%d blogueiros gostam disto: